Inscreva-se com seu endereço de e-mail para ser o primeiro a conhecer as novidades.

Acerte na escolha do vestido das madrinhas para o dia

By Posted on 6 m read

Na hora de compor o “look da cerimônia“, é muito importante que as madrinhas, os padrinhos, os pais dos noivos e as crianças que participarão do cortejo, as famosas daminhas e os pajens, estejam completamente alinhados com a proposta do casamento, tanto em termos de cores quanto do estilo do grande dia. Para ajudar a compor esse ambiente harmonioso, que dá um toque todo especial nas fotos, o site ManoelaCesar.com traz um verdadeiro guia para o dress code do grande dia com a consultoria dos parceiros do nosso Guia de Fornecedores #SeleçãoManoelaCesar2017. Depois de trazer dicas para acertar na escolha do vestido das daminhas, é a hora das madrinhas brilharem em seus looks para casamentos pela manhã – com consultoria das estilistas Carol NasserMorena Andrade, Carol Hungria e Mércia Pacheco, da Rapa Nui Brasil, além da chapeleira Bárbara Heliodora – reconhecidas como referências em moda para noivas e madrinhas no mercado de casamentos carioca. Vamos às dicas?

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-8

Comprimento ideal do vestido das madrinhas

Uma das grandes dúvidas na hora de escolher os modelos das madrinhas é o tamanho que o vestido deve ter. Longo ou longuete? Midi, talvez? Essa grande missão fica com a noiva, que é quem dá o tom da cerimônia e, como tal, deve definir o estilo dos vestidos. Segundo a estilista Carol Nasser, os casamentos pela manhã, ou casamentos diurnos, são uma grande oportunidade para explorar o comprimento midi – um clássico da década de 1960, cujo comprimento acaba um pouco abaixo do joelho. Além de ser um tamanho que dá liberdade para a madrinha se movimentar, é particularmente indicado para os casamentos em dias quentes – principalmente no Brasil, que o calor não dá descanso.

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-3

Outro comprimento que cai bem nos casamentos diurnos é o longuete, um verdadeiro queridinho das brasileiras. Além de desenhar o corpo da madrinha, é um tamanho versátil que, dependendo da cor, do modelo e das aplicações de pedrarias e brilhos, pode ser usado também em casamentos noturnos. Mas Mércia Pacheco adverte: este tipo de vestido é sempre uma grande aposta para as convidadas, mas colocá-lo nas madrinhas vai depender de como a noiva deseja o seu cortejo – principalmente porque é um comprimento que fica no meio termo entre o midi e o longo. Já na opinião de Carol Hungria, é o tamanho perfeito para usar nos casamentos na praia e no campo. Para aproveitar o comprimento em um casamento pela manhã, prefira modelos com tecidos mais fluidos, como musseline e seda, e cores leves ou versões apasteladas, como o rosa quartz, o pêssego e o verde menta.

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-5

E quem disse que a madrinha não pode usar um vestido longo em um casamento pela manhã, não é mesmo? O comprimento clássico, até então restrito às festas à noite, vem ganhando espaço nas celebrações diurnas em versões mais fluidas e primaveris. Caso a noiva opte por madrinhas com vestido longo, que darão um clima mais formal à cerimônia, a dica da estilista Morena Andrade é que a escolha de tecidos seja a mais leve possível, para não destoar do ambiente. Brilhos devem ser reservados para os casamentos noturnos, então dê preferência a um modelo sem muitos detalhes e capriche na escolha dos acessórios.

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-4

Vestido estampado: usar ou não usar?

Novamente essa é uma questão que a noiva deve decidir e comunicar para suas madrinhas, para que não haja um desencontro e, na hora da cerimônia, algum modelo fique destoante dos demais. Porém, independente da decisão da noiva, os vestidos estampados caem bem tanto nos casamentos diurnos quanto noturnos, desde que a madrinha fique atenta à padronagem da estampa e às cores. Os casamentos diurnos na praia são um ambiente especialmente convidativo para uma madrinha com vestido estampado, mas os desenhos e padrões no vestido devem conversar com a proposta do casamento – como usar um vestido com flores em um casamento no jardim, por exemplo.

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-2

Quem escolhe a cor do vestido: a noiva ou a madrinha?

Uma grande tendência nos casamentos brasileiros é alinhar as madrinhas com o mesmo tom da cor escolhida, para que o altar fique mais harmonioso e converse com a decoração do casamento. Porém, verdade seja dita: nem todas as pessoas ficam bem com todas as cores e algumas madrinhas podem se sentir inseguras em vestir um determinado tom, que é comum nos casamentos americanos. Neste caso, quem define essa questão é a noiva e deve ser conversado com todas as madrinhas. Para Mércia Pacheco, a noiva deve tomar cuidado com os modismos que encantam de tempos em tempos para não acabar ofuscando seu próprio sonho e como ela imagina seu casamento.

– Acredito que as madrinhas ficam mais a vontade se sentirem que estão bonitas e seguras. Afinal, o casamento é a celebração do amor, é bacana manter essa filosofia para madrinhas e convidadas também, vale muito mais que as pessoas se sintam felizes em compartilhar esse momento, do que ter uma preocupação de encontrar o vestido na cor determinada -, explica Carol Nasser.

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-7

Carol Hungria traz a dica para driblar a mesma cor em todos os vestidos: usar e abusar da cartela de tons de uma mesma cor, criando uma espécie de degradê nas madrinhas que tem todo o potencial para ficar lindo no altar.

Aqui também entra uma das grandes polêmicas do casamento: só a noiva pode usar vestido branco? Para Morena Andrade, a cor deve ser exclusiva para a noiva na grande maioria dos casos, abrindo uma exceção somente se a noiva também quiser suas madrinhas usando branco ou tons bem semelhantes, como off-white – que é uma tendência para os casamentos na praia, principalmente fora do Brasil. Fora isso, é de bom tom que as madrinhas usem vestidos coloridos que acompanhem a paleta de cores do casamento.

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-6

Como usar chapéu no look diurno das madrinhas?

Sempre muito elegantes, os chapéus vêm conquistando o coração das noivas brasileiras e ganhando mais espaço na cabeça das madrinhas também. Para os casamentos até às 15h, a dica de Bárbara Heliodora é que tanto as madrinhas quanto as mães e convidadas podem usar os chapéus se o casamento for ao ar livre ou em um ambiente parcialmente aberto. Na hora de combinar o vestido e o chapéu, opte com usar o acessório quando o modelo for midi ou longuete – com exceção para os casamentos na praia, em que o vestido longo também pode ser usado. Porém, Bárbara alerta: é importante evitar vestidos com muitos bordados e brilhos, para não conflitar com o chapéu.

 – O chapéu tem a função principal de proteger a região da cabeça dos raios solares e é indicado em eventos diurnos. Em dias nublados e com leve garoa, o acessório pode ser usado, mas, se estiver chovendo, a sugestão é dispensá-lo. Uma coisa muito importante é avaliar o biotipo da madrinha para escolher o chapéu adequado: os modelos com abas longas combinam mais com as mulheres altas, e as mais baixinhas podem optar por um chapéu com abas menores. – ensina Bárbara.

vestido-para-madrinhas-dia-manoela-cesar-1

Dica de ouro: durante a cerimônia, mesmo se for dentro da igreja, não é preciso retirar o chapéu. Mas, durante a recepção, se for feita após o por do sol e em locais fechados, a etiqueta pede que o chapéu seja retirado.

XOXO
signature

Share this article

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Comments Yet.