Inscreva-se com seu endereço de e-mail para ser o primeiro a conhecer as novidades.

Coluna | A lista e a pista

By Posted on 3 m read

musicaparacasar1

Você já casou ou vai se casar? Então você deve se lembrar de um item fundamental nesta celebração: a lista de convidados. Quem já teve que organizar uma não esquece jamais!
Mesmo em celebrações vultosas, com um grande número de convidados, a tarefa não é fácil. Isto porque se alguém fica de fora e descobre que não participou daquele festão onde estavam “todos”, no mínimo vai se perguntar: porque eu não fui convidado? E, aí, adeus amizade: a pessoa retira seu nome da agenda e ainda bloqueia o seu perfil no Facebook. Mas isto só vale para os mais vingativos.

Já se o número de convidados for pequeno como em um mini wedding, por exemplo, a tarefa é ainda mais dolorida. Acabamos por ter de deixar familiares e amigos que amamos de fora o que, convenhamos, não é nada agradável. Eu mesmo, neste exato momento, fico pensando na minha futura lista de convidados. De qualquer forma, cada um cria seus critérios e não há como discutir sobre isto. É mesmo impossível ter todos, alguns não poderão estar presentes, porém compreenderão seus motivos.

A questão é: além dos nomes que constam da lista, dos rostos que você vai ver na cerimônia e todo carinho e afeto por estas pessoas, já parou pra pensar o quanto estas escolhas podem influenciar a sua pista de dança? Pois é, apesar de este não ser o critério número 1, 2 ou 3 – ao menos para a seleção da minha lista – eu me peguei refletindo sobre isto. Algum sentido faz e vou me explicar.

Quando lembramos dos familiares mais próximos, normalmente, estão incluídos avós, pais e os padrinhos de batismo. Não podemos esquecer dos tios e tias, primos e respectivos companheiros(as). Mas em se tratando de casamentos de pequeno porte, os parentes com mais idade serão a maioria pelo grau de importância e proximidade na relação familiar. Apesar de animação não encontrar limites de idade, o mais comum é as pessoas mais velhas não aguentarem o pique que uma pista de dança de quatro, cinco ou até seis horas de festa exige.

Isto é tarefa mais apropriada para os amigos que regulam com a faixa etária do casal, que ainda conseguem sair para dançar num club à noite e tem mais saúde e resistência para a maratona musical e, muitas vezes, alcoólica que um casamento exige. Naturalmente, isto que acabo de dizer não é uma fórmula matemática que vai dar sempre o mesmo resultado. Mas em termos de probabilidade, seus amigos passarão muito mais tempo na pista de dança, suando e se acabando com as escolhas do DJ, como se não houvesse amanhã, do que suas avós. Basta lembrar de uma situação muito comum em casamentos: quem levanta e sacode com entusiasmo o noivo e a noiva no meio da pista quando a festa está fervendo? Tenho, praticamente, certeza que você lembrou dos seus amigos.

Era este o ponto em que eu queria chegar. Seus melhores e mais animados amigos e amigas são a quase total garantia de que a sua festa será, ao mesmo tempo, extenuante e inesquecível, porque se os noivos cansarem, eles não deixarão você entregar os pontos. E assim, todos juntos trarão imensa alegria para a festa e também para o DJ porque, para nós, animação e pista cheia é tudo!

E falando em música, os noivos do último casamento que participei me trouxeram uma excelente novidade que cai como uma luva para diferentes momentos de uma cerimônia. A trilogia do Senhor dos Anéis tem uma trilha sonora original fantástica que alterna momentos de lirismo e positividade entre outros mais tensos e sombrios, bem de acordo com o enredo dos livros de J.R.R. Tolkien.

assinatura_galalau_01-1

Conheça mais sobre DJ Galalau

Seja moderninho case por amor
signature

Share this article

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Comments Yet.