Inscreva-se com seu endereço de e-mail para ser o primeiro a conhecer as novidades.

Entrevista: César Serra, cerimonialista luxo!

Festa e César Serra são sinônimos em Brasília. Há 33 anos César organiza os principais casamentos e festas não apenas na capital, mas em outros estados e países. São milhares as festas já realizadas: bodas de prata, 15 anos, comemoração de empresas, inaugurações, e sua grande paixão: casamentos. Ele não é Santo Antônio, mas já contabiliza no currículo mais de mil eventos por ele supervisionados e mais de 2.700 casamentos. O produtor assina também o ‘Luxo de Festa’, mostra mais badalada da região, que apresenta novidades do mercado de eventos e celebrações que acontece anualmente em Brasília e em Fortaleza.

eleeluxo1

ENTREVISTA COM CÉSAR SERRA

Com uma agenda disputada, César Serra chega a realizar a produção de oito casamentos em um só mês. Para ele o sonho não tem limites. “O dia tem que ser mágico”, define. A seguir, leia a entrevista que fizemos com o empresário.

BLOG: Qual o seu segredo do sucesso para estar à frente sempre das melhores festas de Brasília?

CÉSAR SERRA: O segredo é trabalho! Casei com a minha profissão. Renunciei muita coisa ao longo dos anos para me dedicar ao meu trabalho e à busca de uma excelência no serviço. Trato casamento como um momento atemporal. Respeito o sonho do cliente, por isso tenho todo o cuidado com os profissionais que vão trabalhar no evento. Preciso entregar qualidade!

BLOG: Quais são as suas dicas para que um casamento seja especial e não se torne apenas mais um grande evento igual a tantos outros?

CÉSAR SERRA:  Os casamentos perderam a personalidade. Para mim um convidado tem que encontrar a alma do noivo e da noiva quando chega a um casamento. Eu procuro buscar personalidade em tudo: decoração, cardápio, ter cuidado para que o convidado encontre doces sugar free, música ao gosto do cliente… Trabalho com coerência, sem esquecer que o casamento é um evento clássico. Casamento é uma festa que tem que começar e terminar com glamour. Temos que ter cuidado ao escolher o dj também. Toda festa tem que ter um bom tripé: boa bebida, boa comida e boa música, tudo em harmonia.  

BLOG: O que você acha dos modismos em casamento? Acha interessante ou cada casamento deve buscar sua essência?

CÉSAR SERRA: Sou contra modismos em casamentos, como as plaquinhas para tirar fotos, cartaz de “lá vem a noiva”… acho isso tudo muito americanizado. Alguns casamentos parecem verdadeiros shows circenses! Sou a favor do casamento clássico. 

BLOG: Quando a noiva quer realizar um destination wedding, o que ela deve levar em conta? 

CÉSAR SERRAJá fiz destination weddings em Portugal, Nova Iorque, Itália, e muitas regiões do Brasil. Não é todo cerimonial que tem a expertise de realizar um casamento fora de nosso país, pois dá muito mais trabalho! A noiva também precisa estar ciente dos costumes locais de onde ela quer selar a união. Na maioria dos locais temos que adequar as tradições locais aos rituais brasileiros. Precisamos avaliar o local, ver as adaptações necessárias e rever o orçamento, pois quase sempre a noiva tem que levar o cabeleireiro e o maquiador dela na viagem. Além disso, também acho importante levar fotógrafo, filmagem e dj para a festa em outro local, já que os costumes de outros países podem não ser o tão sonhado das noivas que preocupam-se apenas com o lindo local escolhido para o casamento.

BLOG: Você prefere realizar mini weddings ou fazer big festas?

CÉSAR SERRA: Para mim é indiferente. Faço mini wedding tão grandiosos quanto uma big festa. Mini wedding exige uma riqueza de detalhes maior. Precisamos dar atenção maior à bebida, servir um champagne de melhor qualidade, oferecer um cardápio mais elaborado, ter mais riqueza nos detalhes. Mas gosto de fazer casamento, independente do tamanho! 

“Mini wedding exige uma

riqueza de detalhes maior”

 

BLOG: Qual foi a experiência mais difícil pela qual passou nestes 33 anos de mercado?

CÉSAR SERRA: Todo casamento tem surpresas e imprevistos. O padre se perde, a mãe da noiva se atrasa, a chuva chega… As mais difíceis experiências são as que não dependem da gente, como tempo ruim. Para toda festa você precisa se cercar de bons profissionais,  pois em todos os eventos existem riscos! Sempre convivo com o imprevisto, mas sempre consigo contornar. O cerimonial é o maestro da orquestra que não teve direito a ensaio e não tem direito ao bis. O profissional de casamento tem que ser muito bom em tudo que ele faz, e ter uma equipe boa é fundamental para que tudo saia perfeito.

BLOG: Se você fosse se casar hoje em dia, como seria a sua festa ideal?

CÉSAR SERRA: Gosto de uma festa personalizada. Para mim, menos é mais. Minha festa seria muito pequena, mas com muitos detalhes. Requinte nos detalhes. Gosto de mimar o convidado com personalização. Isso faz uma grande diferença em uma festa. 

BLOG: Qual a antecedência ideal para preparar uma linda festa de casamento?

CÉSAR SERRA: De um ano a um ano e meio depois do local escolhido.

Seja moderninho case por amor
signature

Share this article

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Comments Yet.