Inscreva-se com seu endereço de e-mail para ser o primeiro a conhecer as novidades.

Não vai mudar nada. Ou vai?

By Posted on 3 m read

“Ah, a gente já mora junto, o casamento não vai mudar muita coisa entre nós, é mais uma celebração”. Já perdi a conta de quantos casais me disseram isso quando começamos a conversar.

celebrantes laicos publicado no blog de casamento Colher de Chá Noivas

Em parte, eles querem dizer que o casamento deixou de ser rito de passagem pra uma vida nova. Que eles não estão saindo da casa dos pais pra começar a descobrir no domingo, pós-festa, o que é a vida a dois. Eles já sabem que as contas chegam e que alguém precisa lavar a louça depois do jantar. Nem que seja na noite seguinte, nem que seja dois dias depois. A louça não volta limpa sozinha pro armário. Nem as roupas. Parece que tudo isso eles já sabem, ufa, que bom.

Mas será que o casamento não muda nada, nadinha mesmo?

Mesmo que eles já morem juntos. Mesmo que eles já tenham filhos. Mesmo que já tenham assinado a papelada no cartório. Mesmo que eles se conheçam desde a escola. Mesmo que as duas famílias se adorem e tenham virado uma só. Mesmo que eles não discutam porque alguém esqueceu de pagar a conta de luz. Mesmo que o calo já tenha apertado, que o ar condicionado já tenha quebrado ou que o chuveiro tenha resolvido não esquentar (e eles estejam de boa com tudo isso), mesmo assim, eu ainda acho que o casamento muda muita coisa.

Já me peguei pensando: será que é muita pretensão a minha achar que 35 minutos de cerimônia podem causar tamanha revolução? É que não é só o momento da cerimônia, em si, os noivos ali comigo em dia de festa. São as muitas e muitas horas que passamos juntos, antes do grande dia, remexendo em assuntos importantes, compreendendo a natureza dos nossos laços mais fundamentais. É a oportunidade de contar a própria história com quem é protagonista dela junto com a gente. É a chance de pensar o que o outro traz que me desperta tanta alegria, equilíbrio, paz.

Será que você se dá a oportunidade de fazer essas reflexões no dia a dia? Percebo, nas minhas conversas, que não. Vejo noivos falando pela primeira vez, na minha frente, o quanto admiram algo no outro que nunca tiveram a coragem de falar. Vejo gente que nunca chorou, chorar. Não de tristeza, mas aquele choro que vem de uma conexão bonita, quando entendemos de onde viemos, pra onde queremos ir e com quem queremos chegar lá. Muitas vezes, essa fala cura. Transmuta. Ajuda a perdoar. É um mergulho interno, intenso, necessário, e a gente não volta à superfície do mesmo jeito que pulou.

Dizer que o casamento não vai provocar nenhuma mudança é se negar a dar a si essa oportunidade de refletir sobre a sua relação e, quem sabe, viver com o outro de um jeito ainda melhor. Sempre dá pra ser melhor. Por que não aproveitar o casamento pra isso?

Digo, com convicção, que acredito no poder desse evento, não por mim, mas pelo que os noivos me relatam depois, dias depois, meses depois, anos mais tarde: “Puxa, a celebração foi um divisor de águas”. Olhar pra si e pro outro com profundidade é um presente que transforma qualquer relação. Quem não quer um presente desses de casamento?

XOXO
signature

Share this article

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Comments Yet.