Inscreva-se com seu endereço de e-mail para ser o primeiro a conhecer as novidades.

Bruna ♥ Tedi

Posted on 3 min.

Quando estava preparando o post do casamento da Amanda Costa, na semana passada, encontrei no álbum da sua decoradora, a Ana Hoffmann, umas fotos super coloridas do casamento da Bruna e do Tedi (casamento clicado por Amanda e decorado por Ana), e me encantei com as cores desta festa. Fiquei feliz ao saber que a noiva Bruna era fã do Colher de Chá e buscou aqui no blog muitas inspirações para fazer uma cerimônia com a cara dela. Mas o que eu mais gostei de saber foi a história deste casal. Antes de conhecer Tedi, Bruna andava meio desencantada com a vida e com as coisas do coração, e achava a vida “meio cinza”. Um dia, um amigo disse que ela encontraria o seu grande amor em uma viagem e que tudo seria rápido.

– Eu não acreditei naquilo. Primeiro, eu já gostava de alguém, segundo, eu nunca viajava. E esqueci aquilo. Mas, em outubro de 2010 surgiu uma oportunidade de ir a Belo Horizonte. Eu fui e a última coisa que eu queria era me apaixonar de novo. Mas, um dia sentei sozinha no banco da igreja, bem triste, quando o Tedi passou por mim e o coração acelerou. Quatro meses depois estávamos juntos! E muito felizes um com o outro – conta.

Mas, pouco tempo depois, Bruna teve sua primeira crise da Síndrome do Pânico. E eu, Manu, já tive isso durante adolescência e sei que é um problema que só quem viveu entende. Então, fiquei realmente feliz em saber que o Tedi ajudou Bruna nesta fase difícil.

– Sei o quanto é cansativo e aterrorizador conviver com alguém que tem medo de passar mal na rua. Mas o Tedi me amou em todos os momentos, em toda a crise, em toda visita à psicóloga, em toda consulta com o psiquiatra, ele estava presente em tudo. Estar comigo e me ajudar a vencer cada dia foi a maior prova de amor que ele me deu. Costumo dizer que meu mundo era cinza de tristezas e ele veio me mostrando as cores. Ele me incentivou a iniciar minha pós-graduação, a sair para trabalhar, mesmo quando meu problema queria me impedir. Tedi me fez enxergar todas as cores: as possibilidades da vida, minhas qualidades, meu potencial, as pessoas que estavam a minha volta. Porque antes eu só enxergava a mim e meus sofrimentos, por isso era tudo tão cinza.

As muitas cores do casamento representam o efeito que Tedi teve e tem na vida de Bruna.  Apesar do romantismo, o casal sempre achou as cerimônias de casamento mais tradicionais meio chatas. Eles queriam mesmo era casar de dia, à beira da praia, e apenas com as pessoas mais próximas.

– Fui pesquisar ideias na internet, mesmo com todo mundo achando loucura casar ao ar livre, com risco de chover! Mas foi quando descobri o site Colher de Chá Noivas e encontrei o meu vestido de noiva que o sonho de casar foi ficando cada vez maior e possível.Ver pessoas fugindo do tradicional e casando do seu jeitinho era tudo que eu queria e me deu um super gás.

Na hora da escolha das roupas dos padrinhos e madrinhas, Bruna quis todo mundo colorido e o noivo pediu aos padrinhos para apostarem nos suspensórios, óculos escuros e gravatas coloridas. As madrinhas arregaçaram as mangas e ajudaram muito nos preparativos.

– Era isso que eu queria, que todos se sentissem parte daquele momento, que todos aguardassem ansiosos a data e foi tudo como eu imaginei! – comemora.

Casamento Bruna e Tedi, fotos de Amanda Costa

 

Fornecedores casamentos reaisFotografia: Amanda Costa | Decoração: Ana Hoffmann | Espaço: Residencial Villaggio Valtellina | Beleza: Madalena Couffeir | Cerimonialista: Giselli Brasil |  Vestido: Avec Elegance | Bolos: mãe da noiva & Claudia Furlani | Doces: Maria Rosa | Vídeo: Foccus Filmagem

Seja moderninho case por amor
signature

Share this article