Inscreva-se com seu endereço de e-mail para ser o primeiro a conhecer as novidades.

Sorteio e-session Valentine’s Day

Para celebrar o Valentine’s Day, o blog de casamento Colher de Chá Noivas vai sortear um ensaio de casal com a fotógrafa Rachel Escobar! O casal vai ganhar um ensaio romântico em DVD personalizado, com aproximadamente 80 fotos em alta resolução. O ensaio deve ser clicado até abril deste ano, no Rio de Janeiro ou Niterói.

valentines2

Para participar:

  1. Comente aqui no post um breve texto com a história de vocês;
  2. Curta a fanpage da fotógrafa Rachel Escobar.

O resultado será divulgado no dia 28 de fevereiro. Importante: o casal não pode já ter se casado! Fora isso, valem os noivos, namorados, enrolados e apaixonados..! Boa sorte e happy valentine’s day! Por falar nisso, vamos relembrar a história de São Valentim? Cliquei aqui!

 

————————————————————-RESULTADO—————————————————————

Primeiro de tudo, gostaria de agradecer a todas as leitoras que compartilharam suas histórias conosco! AMAMOS ler cada uma, umas super engraçadas, outras realmente emocionantes. Obrigada!

E agora, como prometido, vamos divulgar a leitora vencedora, tcharannn: Lívia Mascarenhas!!!

Parabéns Livia, temos certeza que a história de vocês seguirá tão linda quanto você nos descreveu e é muito bom poder oferecer como presente para a relação as fotos feitas pela querida Rachel Escobar!

Você receberá um email nosso com todos os detalhes!

Beijo para todas!

Manu

Seja moderninho case por amor
signature

Share this article

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

96 Comments
  • Camila
    14 de fevereiro, 2014

    Conheci o Ro no casamento de um casal de amigos no final de 2011… Uma amiga minha (A Pri, irmã da noiva e minha amiga de infância) não parava de falar que eu devia conhecer o Ro e tal e eu boba olhando para um amigo dele super fanfarrão… Acabamos sendo apresentados durante o casamento porém o Ro ja estava acompanhado… Ficamos horas conversando até o momento em que ele olhou pra mim e falou ” eu acho que te amo, mas não posso te amar hoje” …não ficamos naquele dia, mas sim na semana seguinte quando nos grudamos e não soltamos mais… Estamos juntos desde então e vamos casar 3 anos e 1 mês da data que nos conhecemos, dia 22 de Novembro desse ano…

  • Thaily Pacheco
    14 de fevereiro, 2014

    Uma garota tímida e um cara que sonha alto.. Bastou um olhar pra tudo ficar diferente. 5 anos de namoro, 1 ano de noivado. Nossa vida nunca foi fácil. Passamos por ‘muitas e boas’, mas nunca caímos na rotina. Mantemos sempre a chama do primeiro amor. O nosso relacionamento? Costumo chamar de ‘namorizade’… ❤

    • Lívia Antunes
      23 de fevereiro, 2014

      Eu, moleca, ainda na escola, com meus 17 anos, cheia de sonhos e vontades, cabelos loiros de parafina com uma mochila repleta de histórias para contar, tomava coca cola todos os dias e minha rotina era escola, TV e cursinho de inglês.
      Ele, estudante também, mas já na faculdade, flamenguista, sorridente e encantador, romântico na medida certa, super decidido, ele sabia exatamente o que queria.
      Éramos exatamente assim quando nos vimos pela primeira vez. Foi difícil para rolar o primeiro beijo, ele teve que conversar muito comigo pelo MSM (sim, ficávamos horas e horas nesse extinto aplicativo) até sairmos pela primeira vez.
      Depois do primeiro beijo algo mudou dentro de mim e tenho certeza que dentro dele também, começamos a namorar no mesmo dia, existia uma magia entre a gente, hoje sei que essa magia era amor, mas aos 17 anos era um pouco difícil acreditar que fossemos ficar para sempre.
      Passamos por todas as fases das nossas vidas juntos, sai da escola, fui para a faculdade, consegui meu primeiro estágio, depois me formei, consegui meu primeiro emprego, fiz pós graduação, hoje já estou no meu terceiro emprego e ele sempre esteve ao meu lado, ele, saiu da primeira faculdade, desistiu de administração, resolveu ser advogado, mais 5 anos de faculdade, conseguiu seu primeiro emprego, abandonou tudo, resolveu estudar, horas e horas, dias e dias de muita dedicação e finalmente passou em um concurso público! Ufaaa… Que alivio! Ficamos noivos, compramos nosso apê e agora os preparativos para o grande dia estão começando… O nosso sonho vai se realizar, depois de 9 anos interruptos! Sim, ficamos esse tempo todo juntos sem terminar, nunca ficamos afastados… Somos completamente apaixonados!
      Esse foi só um pedacinho da nossa vida, temos muito mais para contar… Vamos continuar nossa conversa?!?! = )
      beijos

  • Laila Benchimol
    14 de fevereiro, 2014

    Conheci o Julio vestida de noiva. Calma! Posso explicar: Eu estava saindo de um bloco de Carnaval fantasiada de noiva de mentirinha. E ele estava com a namorada (uma conhecida minha) procurando um bar para sentar e beber. Calma! Posso explicar novamente: Não rolou nenhum clima, afinal, homem acompanhado pra mim não é… Homem acompanhado! Apenas conversamos e o achei muito simpático. Nos esbarramos em outras situações e ele seguia acompanhado. Chegou até a me apresentar um amigo! Mas nada aconteceu. Sete meses depois que ele terminou o namoro, me convidou para o aniversário dele. Eu fui. Eu fui acompanhada da ex-namorada dele! Quanta confusão, né? Mas não rolou nada aquele dia pois, novamente, ele estava acompanhado. Uma semana depois do (des)encontro ele me convidou para sair e, para a minha alegria, saímos! O encontro foi incrível e durou horas… Jantamos, dançamos, voltamos para nossas casas para dormir e, as 10h do dia seguinte já estávamos fazendo trilha e indo à praia! Foi sintonia total!!! Estamos juntos há 1 ano e dois meses e na virada do ano (2013 para 2014) ele fez o pedido mais lindo que eu poderia receber… E eu disse SIM!

  • Marcelle
    14 de fevereiro, 2014

    Eu e Ronaldo somos noivos e iremos nos casar no dia 07/06/2014. Somos eternos namorados e almas gêmeas. Fazemos aniversário no mesmo dia (18/05), somos formados na mesma graduação (Direito), temos os mesmos gostos musicais, gastronômicos, culturais… Enfim, somos exatamente iguais.Gostaríamos de eternizar nossa fase pré-casamento através desse ensaio fotográfico!

  • Poliana Izzo
    14 de fevereiro, 2014

    Oooi!! Tentarei contar brevemente a minha história com o Bruno!rs

    Nos conhecemos em Jan/2011, quando ele ministrou uma peça na igreja em que eu congregava (ele não acredita, mas ouvi sininhos!!rs) Ele estava lindo: de cabelo bem curtinho, barba arredondada, com aquele sorriso largo… ai ai, só de relembrar os mesmo suspiros de 3 anos atrás surgem novamente!! Ele porém, nem me viu!! Nos encontramos depois no acaso e nada: nenhuma olhadinha, nenhum sorrisinho… NADA!! Mantemos uma “amizade” até que em Jun/2012 as conversas e mensagens se tornaram diárias e a falta de um simples “bom dia” atordoava a nossa rotina!! Quando menos espero, recebo a mensagem e seguinte mensagem: “Brankela, vamos falar com o seu Pastor e pedir o tempo de oração. Assim não dá mais” Choquei! (na nossa igreja, o namoro é permitido após o tempo estipulado e benção do Pastor). Claro que fiquei feliz, mas em choque, pois sabia que responder sim aquela mensagem era praticamente responder o sim que decidiria a minha vida inteira!! Após o sim à mensagem e o tempo de oração, em 17/Fev/2013 fomos abençoados e começamos a namorar! Ainda não temos a data para o nosso casamento, mas assim como soube esperar em Deus pelo momento certo em que Ele traria o Bruno para o meu mundo, para a minha vida, para me ensinar muitas coisas, me fazer rever conceitos, me completar, ser meu companheiro na caminhada com Cristo, espero também pela data que será para sempre. Hoje me sinto mais feliz, com meu sorriso sincero pois em meu relacionamento, Ele é conosco e estamos rumando à sermos o cordão de três dobras… incomparável, inquebrável.

    Deus abençoe!! Beijinhos!!

  • Natalia Boniolo
    14 de fevereiro, 2014

    Nossas mães eram amigas, nós não nos conhecíamos! Eu namorava outra pessoa e ele também! Sempre ouvíamos nossas mães comentando um do outro! Um dia eu sonhei que o conhecia e ele também teve o mesmo sonho! Neste momento o cupido flechou o nosso coração! Começamos a nos falar pela internet! Nos declaramos virtualmente e decidimos investir nesse amor! Mesmo nunca tendo nos encontrado pessoalmente, vimos que éramos almas gêmeas! Largamos tudo para o alto e iniciamos essa linda história de amor que já dura 7 anos e 9 meses, com 11 meses de noivado!

  • Dyhessyca
    14 de fevereiro, 2014

    Tudo começou com uma primeira conversa no Facebook dia 3/4/12…e nem imaginávamos aonde íamos chegar… depois de uns meses sem se falar muito (ou quase nada) começamos a conversar e nos tornar amigos mesmo por volta de setembro/2012. Em outubro continuamos conversando e nos aproximamos ainda mais: nossos horários”batiam”, íamos e voltávamos de ônibus juntos…(tá, muitas vezes ele me esperou rsrs, e poucas, eu o esperei)…então agora já nos víamos: na faculdade, na Igreja e também no ônibus (faltou só trabalharmos juntos né Mô?)…em Novembro ele se declarou pra mim, e eu pra ele, pois eu sentia o mesmo (mais ainda não tinha certeza se ele gostava de mim também rsrs)..então ele falou com o pastor…o pastor pediu que esperássemos +/- 1 ano …ficamos esperando, esperando, esperando…depois somente dia 20 de julho deste ano (2013) que voltei a falar com o pastor e então ele nos liberou para orar (4 meses +/-) e marcou o dia 8/12/13 para falar conosco. O versículo que ele me disse foi:
    A esperança demorada enfraquece o coração, mas o desejo chegado é árvore de vida. Provérbios 13.12

    Sei que quando este dia chegar será como a árvore da vida!
    Quando ele “abençoou” nosso relacionamento, decidimos por não namorar…e sim noivar! Pois estamos certos do que queremos…Nos amamos, temos aprovação do pastor, família, amigos…e principalmente de DEUS!…Estamos esperando este grande dia e contamos com sua presença!Vai ser uma noite emocionante! …Pedimos desde já que ore por nós para que DEUS venha a nos dar condições e nos abençoar em todas as áreas…que tenhamos paciência, disciplina, santidade, amor..cuidado, calma e tudo mais que precisamos para que tudo dê certo (já deu em nome de JESUS, amém?!!!!). É isso pessoal, este foi apenas um resumo da nossa história rsrs…simples mais de muito amor.
    Hoje sabemos e cremos que:
    “…o que Deus ajuntou não o separe o homem.” Mateus 19:6b

    e que:
    Da parte do Senhor se fez isto; maravilhoso é aos nossos olhos.
    Salmos 118:23

    e:

    “…que tudo quanto Deus faz durará eternamente.”
    Eclesiastes 3:14a

    Me perdoe o post gigante rsrsrs… Ah curti pelo face da minha irmã porque não tenho mais Facebook!Esperamos ser os vencedores para fazer esta e-session…..Estamos noivos desde 16/12/14 e Iremos nos casar dia 22/11/14. Muito obrigada.

    • Dyhessyca
      14 de fevereiro, 2014

      opsss estamos noivos desde 16/12/2013 e ñ 2014 kkkkk ….

  • Abilaine
    14 de fevereiro, 2014

    Nasci no RJ, quando viemos pra Paulínia a família da Dona Vania, hoje uma Senhora de 71 anos (Vó/ MÃE) do meu noivo foi a primeira a nos acolher. Crescemos juntos e com 12 anos demos nosso primeiro beijo, namoramos até meu pai descobrir rsrs e terminamos, porém a vida, rotina, escolhas, pessoas, lugares, nos afastaram… Junho/2013, nos reencontramos e passamos 3 semanas nos vendo todo dia, como amigos, rindo, conversas, vontade de estar junto, saindo para comer… tive que me mudar aquela semana e ele foi um príncipe (é até hoje), me ajudou com TUDO, me conquistou com cada detalhe, cada esforço, sem se preocupar com recompensas, com nada, me encantou se doando sem reservas! Dormimos a primeira vez juntos na casinha e rolou o primeiro beijo (DEPOIS DE 8 ANOS), foi perfeito, ‘tanto’ que não desgrudamos, sim, dormimos todos os dias até hoje juntos, fizemos 3 meses e ganhei uma aliança de compromisso e no ultimo dia de 2013, chorando ele pediu pra casar comigo. ” eu queria ter comprado um anel, mais não consegui… mesmo assim, quer casar comigo?” Casaremos em 08/11/14 mais desde o pedido, já me sinto dele, inteira. Namorar é todo dia, é flor que tem que ser regada, o amor é fazer transbordar, se dedicar, e todos os dias ele me diz ‘eu te amo’ sem usar palavras.

  • Marcela Feital
    14 de fevereiro, 2014

    Nos conhecemos no último ano da escola. O João costuma dizer que eu derrubava a borracha só para ver se ele ia pegar, só para encostar na mão dele! É, ué, e se fosse? Ele apareceu justo quando eu estava decidida: não vou mais namorar, quero curtir a vida. E foi assim, curti a vida, mas ao lado dele, meu melhor companheiro!!! Passei na faculdade e fui morar em outra cidade, e há sete anos esperamos ansiosos as sextas-feiras para nos encontrar, e é um aperto dar o último beijo no domingo. Ainda muito novos estamos colocando o dinheiro no porquinho para casar logo logo e parar de nos despedirmos toda semana e iniciar o “felizes para sempre”!

  • Vanessa Pacheco
    14 de fevereiro, 2014

    Ela curtia sua vida pacata entre Valinhos, Vinhedo e Campinas.
    Ele estudava fora do país e estava de férias em Vinhedo.
    16 de maio de 2010, uma tarde de domingo qualquer.
    Pelo destino, por sorte ou quem sabe até por intuição, convidado por um amigo, ele decidiu ir ao local onde acontecia uma roda de samba.
    Por insistência da irmã, ela também foi.
    E por acaso, lá se fez o primeiro encontro. Um sorriso inesperado seguido de olhares observadores.
    Enquanto o sol se escondia surgia uma sensação única. Única e inexplicável.
    Nessa mistura de sentimentos estranhos, nenhuma palavra, mas um beijo.
    E do domingo qualquer se fez o início de tudo.
    Desde aquele instante não deixaram de se falar um dia sequer.
    Foram quase três meses convivendo juntos e então ele seguiu para longe dela.
    Ele nos Estados Unidos, ela em Valinhos.
    Os dois tentaram não se envolver mais. O medo da distância e do que o futuro reservava trazia insegurança.
    Mas o sentimento já existia.
    Ele permaneceu longe. Ela esperou.
    Um ano de distância geográfica os separou, mas alguma coisa ainda mantinha os dois unidos.
    Ele decidiu voltar ao Brasil depois que terminou os estudos. Quinze dias após a chegada dele, começaram a namorar.
    Em pouco mais de um ano depois entenderam que o “para sempre” era necessário e que um tinha escolhido o outro para compartilhar tudo, a vida toda.
    Ele pediu. Ela aceitou.
    E mais do que antes, eles estão juntos, fortes, unidos pelo amor, pelo respeito, pelo carinho.
    Dia 16 de agosto de 2014 será um marco na vida dos dois e o início de um capítulo ainda mais especial dessa história.

  • Giselle e Fabio Coutinho
    14 de fevereiro, 2014

    O sobrenome Coutinho em comum não é mera coincidência: Sim, somos primos!
    Não crescemos juntos e confesso que mal sabia da existência dele, embora ele garanta que lembra da priminha bonitinha quando criança (risos).
    Até que um dia… Como em um conto de fadas… Foi amor a “primeira vista”! Nos olhamos e cada um em seu particular se apaixonou pelo outro.
    Em Junho completaremos 4 anos de namoro!
    Tudo começou em uma Copa do Mundo e agora, na Copa seguinte, é muito bom poder olhar para trás e ver o quanto nos amamos, tudo o que conquistamos juntos e como somos iguais em muitas coisas e nos completamos em outras.
    Não acho que esteja dando certo por questão de sangue… É mais que isso, é coisa de alma. Alma Gêmea!

    Rachel Escobar, que tal contar nossa história com sua lente? Estaremos torcendo para que nos escolha!

  • Danielle Rodrigues
    14 de fevereiro, 2014

    Eu e o jr nos conhecemos na igreja, ficamos quando eramos adolescentes depois cada um foi viver a sua vida , se passaram 2 anos e um belo dia ficamos de novo e decidimos iniciar namoro isso ja dura 11anos de namoro, 11 se conhecendo e em julho iremos nos casar, e assim selaremos de vez a nossa união. Quando Deuz escreve uma história ninguém pode apagar, quando Ele une dois corações ninguém pode separa.

  • Juliana Garcia Carniel
    14 de fevereiro, 2014

    Olá meninas. Bom, minha história com meu noivo começou em novembro de 2006. Tínhamos amigos em comum que nos apresentaram, e desde então nunca mais conseguimos viver sem a presença um do outro. Durante estes 8 anos, superamos a distancia e em agosto de 2013 disse SIM ao pedido dele de casamento. Nosso sonho se realizara em junho deste ano, e nao poderiamos estar mais felizes!
    Super beijo!!!

  • Poliana Cristina Bueno
    14 de fevereiro, 2014

    s2

    Estamos juntos há 10 anos, moramos juntos há 2.
    Mais este ano 2014 no dia 13/09 irei realizar meu sonho de casar na igreja. \o/ (sonho desde menina).Será tudo muito simples, mais tenho certeza que ira sem o dia mais especial da minha vida.

    s2

  • Ana Paula Stenzel
    14 de fevereiro, 2014

    Bom, conheci o amor da minha de uma forma muito inusitada.
    Na época, minha amiga (Débora) e o namorado dela (Bruno) estavam em casa, quando meu noivo (Denner) chegou na casa do Bruno que é primo dele. Entraram na internet e ficaram procurando pretendentes, quando ele viu minha foto ficou impressionado e minha amiga logo tratou de me dar 5 estrelinhas, puxou a sardinha para o meu lado.
    Depois ela me ligou e me contou o que aconteceu…falei que ele poderia me adicionar no orkut. E assim aconteceu, um dia entrei no orkut, aceitei o pedido de amizade dele e como ele estava online começamos a conversar. Trocamos telefone, eu tive que mudar de operadora pois ficávamos horas falando. Foi tudo muito mágico, nos encontramos em 1 semana e começamos a namorar.
    Logo em seguida ele teve que trabalhar e foi para os EUA, ficamos longe por 2 meses. Mas todo esse tempo só nos aproximou ainda mais. Em novembro do ano passado nós noivamos. São quase 3 anos de muitos momentos incríveis, vivendo de tudo um pouco, momentos bons e ruins, afinal não estamos em um conto de fadas, mas ainda assim não abrimos mão de um final feliz. E é por isso que nos casaremos em agosto deste ano. Temos a certeza de que queremos ficar juntos pra sempre…

  • Rafael
    14 de fevereiro, 2014

    O homem verificou o pente da sua submetralhadora alemã, certificando-se que estava totalmente carregado. Com cuidado, destravou o mecanismo de segurança da arma, engatilhando-a. Sua respiração estava ofegante. Seu batimento cardíaco, irregular. O parceiro gritou: VAI, VAI, VAI! Como se despertado de um transe, o sujeito armado até os dentes disparou pelos corredores apertados do escritório, onde mantinham dois reféns vendados e ajoelhados sobre uma pilha de papéis de contabilidade.

    Saiu pela porta que dava acesso ao corredor principal do prédio. Ali, posicionou-se atrás de duas escrivaninhas e ficou a espera.

    Momentos depois, a primeira granada de fumaça estourou na sua frente. Já não podia ver mais nada. Segurou firme no cabo da arma, com o dedo sobre o gatilho. No segundo seguinte, surgiu no meio da cortina esfumaçada o inconfundível capacete azul da polícia. O homem não hesitou: puxou o gatilho, crivando o rival de balas.

    Não teve, contudo, sequer tempo de comemorar. Abaixou-se, afim de trocar sua submetralhadora pelo rifle do policial caído, mas foi subitamente surpreendido: um atirador de elite muito bem posicionado efetuou um único disparo, dando fim à sua vida de sequestrador.

    A responsável pelo tiro certeiro: Beatriz França.
    Seu alvo, Rafael Cavacchini.

    E foi assim, durante uma partida de Counter Strike, que nasceu (eu juro!) uma relação de amor.

    Alguns segundos depois, ela também jazia morta. Enquanto esperavam o round acabar pra recomeçar a partida, ele disse alguns comentários engraçadinhos sobre a precisão do tiro dela. Ela riu. Trocou de time, passando a jogar junto do novo amigo, no lado terrorista.
    Ela não saberia dizer se foi a voz, o sotaque, ou o jeito dele tratá-la. Ele, por sua vez, saberia dizer menos ainda: a menina era totalmente diferente de tudo o que ele já havia visto. Como um show do Cirque de Soleil, era muito difícil dizer o que lhe encantava mais.

    Jogaram várias e várias partidas. Jogaram tanto que, um dia, ficou claro que não jogavam pelo simples prazer de jogar, mas pra poderem curtir algo juntos. Nenhum dos dois sabia, mas aquilo já era amor.

    Ela viajou. Trocaram longas (longas mesmo!) mensagens com carinho. Provavelmente foi aí que se firmaram como mais do que simples amigos de Counter Strike. Já havia muita saudade, muito aperto no peito, muita vontade de se ver.

    Um dia ele lhe disse que tinha um presente e que iria mandar através de um entregador. Nada de mais: uma carta escrita à mão, uma foto do pôr-do-sol de Itu, uma cachaça pra futura sogra. Ela lhe passou seu endereço.

    As dezenove horas do dia 28 de fevereiro de 2012 o entregador chegou na porta da casa dela. Ela desceu, ainda com o rostinho vermelho por causa do sol da viagem. Ela era linda! Ele não disse nada, pois tinha a intenção de se manter oculto até o último momento. Não deu. Ela falou com ele, ele sorriu, ela soube de imediato que o entregador era, na verdade, ele próprio. Ele tirou o capacete e deram o primeiro de muitos, muitos, MUITOS beijos.

    Esse foi o primeiro de muitos encontros surpresa que ainda tiveram. De lá pra cá, houve muita história, muita estrada, muita viagem, muito amor, muita malícia! Tudo isso culminou no nosso casamento, que vocês verão logo mais!
    Hoje, olhando pra esses dois anos (!!) que estamos juntos, ainda temos essa sensação de “inacreditável”. Dessas coisas que, se contassem pra gente dois anos atrás, a gente, com certeza, duvidaria. É muito louco isso, não?

  • Carolina
    14 de fevereiro, 2014

    Eu e o Nando nos conhecemos na nossa igreja, eu ja frequentava a mesma a 8 anos e ele começou a frequentar fazia 2 anos. Começamos a fazer amigos em comum, mas eu nunca tinha observado ele com outros olhos. Foi quando varias pessoas de grupos totalmente diferentes vieram me dizer que combinavamos e que estavam orando por nós, mas nós nem nos falamos muito. Com o tempo sem me lembrar do que tinham me falado fomos nos tornando amigos, até que novamente Deus usou uma pessoa pra me lembrar isso. Eu comecei a orar e falar com Deus que não queria me enganar novamente que se fosse ele tudo tinha que acontecer. Quando começamos a sair juntos ele me falou que já orava por mim fazia 4 meses. Começamos a namorar em agosto e em dezembro já ficamos noivos de igreja marcada, vamos casar em outubro. Temos 6 meses de namoro/ noivado e estamoa auper felizes com o que Deus tem feito para nós.

  • Laura Dáfyne
    15 de fevereiro, 2014

    Eu e o Alex nos conhecemos ha 14 anos, eramos amigos, da mesma igreja, e ele ate foi cavalheiro dos meus 15 anos, bem, ele era, mais faltou o aniversário pq uma ex namorada disse que eles dançariam juntos. Em 2008, depois de uma desilusão amorosa, o Alex se declarou pra mim e resolvir dar uma chance, de repente era a solução que tanto pedi pra Deus pra curar aquela dor que sentia. E nao só foi a cura pro meu coração despedaçado, como pra minha alma. Percebi que estava encontrando o amor verdadeiro, aquele que dá sem esperar nada em troca, aquele que é carinhoso, cumplice, esforçado, que resiste a tudo. Em fevereiro de 2013, no meu aniversário ele me pediu em casamento e assim começamos a organizar e projetar todo nosso sonho paro dia 16 de novembro. Alex reformando a casa e eu preparando a festa. No meio disso tudo, faltando 4 meses pro tão grande sonho, fomos colocados a prova, nosso amor precisava ser mais forte, mas seguro, mais amor… fui diagnosticada com Linfoma, um cancer do sistema linfático, agressivo e muito grande. Que susto, que medo, que pavor. Mas Deus na sua infinita misericórdia e cuidado me deu uma família presente e um noivo maravilhoso. Perdi meu cabelo, e msm assim ele dizia que eu era linda… engordei 20 kg, e ele continuava dizendo que eu era linda. Ele com certeza foi um dos grandes responsáveis pela minha melhora. Ainda na metade do tratamento meu tumor ja tinha reduzido 62% e la estava o Alex, seguro da minha cura, me consolando, secando as minhas lágrimas, cuidando dos meus medos e ainda reformando a casa na certeza que um dia iriamos morar lá. Dezembro chegou, terminei o tratamento, e voltamos a sonhar com nosso casamento. Ainda nao tenho o resultado final do ultimo exame, mas que sei nada será capaz de abalar nosso amor, que antes mesmo dos votos, foi fiel na alegria e na tristeza… na saúde e na doença. E que 5 de julho chegue logo, com muita saude, amor, realizações e nosso casamento!!!!

  • Julliana Teixeira
    15 de fevereiro, 2014

    Trabalhamos no mesmo lugar em setores diferentes, o nome dele em serviço é A. Lopes um dia eu passei a manha inteira tentando descobrir qual o sentido do “A”.
    Quando não existia mais nomes com A, eu tive que desistir e perguntar a ele o que significava, quando ele falou que seu primeiro nome era Aurilane passei o resto do dia fazendo brincadeira e zoando ele, inventando historias de como a sua mãe escolheu esse nome, do dia da formatura, enfim.
    Quando começamos a namorar ele me contou que o que fez ele se apaixonar por mim foi meu senso de humor, e como eu teve coragem de fazer brincadeiras com alguém numa patente como a dele, que a partir disso ele não parava de pensar em mim, até que percebeu que estava apaixonado.
    fazem 2 anos que estamos juntos e vamos casar em Maio.

  • Mariana Toledo
    15 de fevereiro, 2014

    Antes mesmo da Mari e o Guto se conhecerem, o destino já tinha tentado unir os dois algumas vezes… Em 2003, a Mari e o Guto passaram para o vestibular da PUC ainda no 2º ano do ensino médio. A Mari foi completar o 3º ano no colégio CEL, em um curso rápido de ensino à distância, aonde o Guto já estudava. Os dois se viram algumas vezes durante as provas e a Mari até lembra de uma prova em que o Guto deu cola pra ela. Depois disso, em meados de 2005, numa sexta-feira à noite, o Felipe (amigo do Guto da creche), bateu em cheio na traseira do primeiro carro da Mari, que ela tinha acabado de ganhar dos pais. O Felipe estava indo encontrar o Guto. Foi numa festa, que o Fernando (amigo do Guto também da creche), e que treinava judô com o Dudu, irmão da Mari, parou para cumprimentar a Mari e estava junto com o Guto. Alí os dois foram apresentados. Já estudando na PUC, o Guto e a Mari passaram a se encontrar pela faculdade e a se falar com mais frequência. Trocavam mensagens o tempo todo, mas eram apenas amigos. O Fernando, como bom cupido que é, um dia encontrou com a Mari na porta da faculdade e resolveu falar que o Guto estava interessado nela. Foi comprando ingressos para uma outra festa, que o Guto recebeu por engano 3 a mais e chamou a Mari e as amigas para irem com ele. Nessa festa, os dois ficaram juntos pela primeira vez. Depois disso não se separaram mais e, um mês depois, em outubro de 2005 começaram a namorar. Assim começou a história do casal que vai se casar no dia 10/05/14, daqui a 84 dias. Já são mais de 8 anos de muita aventura, viagens, gargalhadas, choros, aprendizados, amizade, e mais do que tudo, muito amor.

  • Janaína
    15 de fevereiro, 2014

    Sabe quando o destino ta escrevendo a sua história? Pois é a minha e a do meu amor é assim! Eu e o Mayko nos conhecemos na terceira série do ensino fundamental, dá para acreditar?! Mas o mais interessante é que depois de nos conhecermos e decidirmos ficar juntos começamos a descobrir que SEMPRE estivemos muito perto um do outro mesmo sem saber! E quando digo sempre, é sempre mesmo. Quando criança estudamos na mesma cidade em escolas pertinho um da outra, minha mãe mudou de para um apartamento na 109 Sul e eu comecei a estudar na Escola Classe 108 Sul e adivinha que estudava lá? o Mayko! Nesse período tínhamos 10 anos e foi ai que estudamos juntos, ele era um super amigo! Logo depois eu mudei outra vez (sim minha mãe só pode ser parente de cigano! rssrs) Depois de um tempo ele também se mudou e as nossas “bairos” eram vizinhos, não demoraria 15 minutos de uma para a outra! Tudo pertinho assim! Passei para o Colégio Militar de Brasília e ele continuava a estuda no Plano. No final do meu terceiro ano do ensino médio estava voltando para casa mais cedo e encontrei um garoto muito familiar no ônibus, tomei coragem e perguntei – Eu te conheço de algum lugar? e ele respondeu que sim, mas nos não sabíamos de onde! Depois disso quase não nos víamos mais, ele até podia pegar o mesmo ônibus, e eu já sabia até qual era a parada em que ele subia!, mas ele ficava conversando com os amigos dele e eu continuava na minha.
    Eu sempre fiz curso de inglês pertinho de casa, agora pela terceira ou quarta vez a minha mãe tinha trocado de casa ( nessa época eu ja tinha certeza, ela é parente de cigano!), no começo do semestre de 2009 na minha sala apareceu um cara realmente muito parecido com ele, achei estranho mas deixei de lado. No final do mesmo ano, procurando um emprego de férias eu comei a trabalhar na locadora perto do meu inglês e para a minha surpresa o cara do meu curso era IRMÃO do Mayko! Sabia que conhecia ele de algum lugar! E o mais interessante é que o meu amor trabalhava aos sábados na mesma locadora que eu! Incrível não?! No começo ele me chamava de chata e sem graça, mas passava todas as tardes para ver como eu estava, tradução quem desdenha quer comprar! rsrsrs Eu estava namorando com outra pessoa e cada vez mais o Mayko era fofo e cada vez mais o meu namorado, que agora é ex, era desleixado com o nosso namoro. Acabamos terminando e o Mayko me deu um super apoio, descobrimos coisas em comum como o amor por filmes e livros e isso só nos aproximou mais! Eu estudava no IESB lá na L2 Sul e o Mayko começou a fazer Direito aqui na Católica, bem petinho das nossas casas, depois de convencer minha mãe decidi mudar para a Católica, primeiro porque era perto, segundo e muito importante, era a universidade DELE! Por fim começamos a namorar e estamos juntos, em maço completa três anos de namoro entra altos e baixos no começo desse ano ele falou em casamento! ^^’ Imagina a minha felicidade! Apesar to tumulto que vai ser esse ano, é o meu último semestre e eu to tentando dividir o meu foco entre o meu TCC e essa ideia que ele colocou na cabeça! Estamos muito felizes! Esse ensaio seria super, mega, blater fofo para nós! E tem história mais cheia de destino?!

  • Janaína
    15 de fevereiro, 2014

    Sabe quando o destino ta escrevendo a sua história? Pois é a minha e a do meu amor é assim! Eu e o Mayko nos conhecemos na terceira série do ensino fundamental, dá para acreditar?! Mas o mais interessante é que depois de nos conhecermos e decidirmos ficar juntos começamos a descobrir que SEMPRE estivemos muito perto um do outro mesmo sem saber! E quando digo sempre, é sempre mesmo. Quando criança estudamos na mesma cidade em escolas pertinho um da outra, minha mãe mudou de para um apartamento na 109 Sul e eu comecei a estudar na Escola Classe 108 Sul e adivinha que estudava lá? o Mayko! Nesse período tínhamos 10 anos e foi ai que estudamos juntos, ele era um super amigo! Logo depois eu mudei outra vez (sim minha mãe só pode ser parente de cigano! rssrs) Depois de um tempo ele também se mudou e as nossas “bairos” eram vizinhos, não demoraria 15 minutos de uma para a outra! Tudo pertinho assim! Passei para o Colégio Militar de Brasília e ele continuava a estuda no Plano. No final do meu terceiro ano do ensino médio estava voltando para casa mais cedo e encontrei um garoto muito familiar no ônibus, tomei coragem e perguntei – Eu te conheço de algum lugar? e ele respondeu que sim, mas nos não sabíamos de onde! Depois disso quase não nos víamos mais, ele até podia pegar o mesmo ônibus, e eu já sabia até qual era a parada em que ele subia!, mas ele ficava conversando com os amigos dele e eu continuava na minha.
    Eu sempre fiz curso de inglês pertinho de casa, agora pela terceira ou quarta vez a minha mãe tinha trocado de casa ( nessa época eu ja tinha certeza, ela é parente de cigano!), no começo do semestre de 2009 na minha sala apareceu um cara realmente muito parecido com ele, achei estranho mas deixei de lado. No final do mesmo ano, procurando um emprego de férias eu comei a trabalhar na locadora perto do meu inglês e para a minha surpresa o cara do meu curso era IRMÃO do Mayko! Sabia que conhecia ele de algum lugar! E o mais interessante é que o meu amor trabalhava aos sábados na mesma locadora que eu! Incrível não?! No começo ele me chamava de chata e sem graça, mas passava todas as tardes para ver como eu estava, tradução quem desdenha quer comprar! rsrsrs Eu estava namorando com outra pessoa e cada vez mais o Mayko era fofo e cada vez mais o meu namorado, que agora é ex, era desleixado com o nosso namoro. Acabamos terminando e o Mayko me deu um super apoio, descobrimos coisas em comum como o amor por filmes e livros e isso só nos aproximou mais! Eu estudava no IESB lá na L2 Sul e o Mayko começou a fazer Direito aqui na Católica, bem petinho das nossas casas, depois de convencer minha mãe decidi mudar para a Católica, primeiro porque era perto, segundo e muito importante, era a universidade DELE! Por fim começamos a namorar e estamos juntos, em maço completa três anos de namoro entra altos e baixos no começo desse ano ele falou em casamento! ^^’ Imagina a minha felicidade! Apesar to tumulto que vai ser esse ano, é o meu último semestre e eu to tentando dividir o meu foco entre o meu TCC e essa ideia que ele colocou na cabeça! Estamos muito felizes! Esse ensaio seria super, mega, blater fofo para nós! E tem história mais cheia de destino?! Nos somos assim complicados e simples ao mesmo tempo!

  • Natália Principe
    15 de fevereiro, 2014

    Sabe aquelas histórias de filme que julgamos surreais, mas que no final nos emocionamos?! Pois é, essa é nossa história…
    Nos conhecemos através de amigos em comum, nos tornamos amigos e passamos de amizade, para “amizade colorida”, até que no dia 08/04/2006 fomos juntos e acompanhados de alguns amigos á um show da banda Scracho, e foi ao som de Lua de Cristal que o Rafael me beijou e quando percebemos já estávamos namorando, tínhamos apenas 17 anos de idade. Sou a primeira namorada do Rafael e ele meu primeiro namorado, e quando eu completei 18 anos tive minha primeira vez com ele, e sim, foi perfeita e nada frustante rs Lembro-me que naquele momento de onde eu estava deitada eu podia ver a lua da janela e tudo aconteceu naturalmente ao som de É isso ai da Ana Carolina. Anos foram se passando acompanhado dos grandes momentos maravilhosos vieram as provas e lutas de amor, e foram muitas, tivemos indas e vindas, algumas brigas e desentendimentos envolveram nossas famílias, muitas pessoas contra e poucas á favor, e tudo isso só nos fortalecia ainda mais, passamos por coisas que as pessoas nem imaginam, mas que hoje faz do nosso amor tão compreensivo e companheiro. Era dolorido, por que não queríamos nos separar, até que um dia “cedemos”, terminamos nos amando. Aquele dia pra mim era como se o mundo tivesse acabando, sentia uma dor que me sufocava. Ficamos um ano separados, mas na verdade nunca nos separamos de verdade, gostamos e vivemos música, ele me mandava músicas por e-mail pra que eu me lembrasse dele e eu escrevia em um caderno como tinha sido meu dia, como seu eu tivesse conversando com ele, e ele me dizia que sempre que eu olhasse a lua era por que ele também estava olhando naquele momento e estava pensando em mim, foi muito doído para nós, eu chorava todas as noites e conversando com Deus pedia pra que trouxesse ele de volta.Passado 1 ano, ele voltou e voltamos melhores do que antes, como se nunca tivéssemos nos separado. Voltamos para os caminhos de Deus e para a Igreja, somos do grupo de louvor, ele na bateria e eu na voz, respiramos música, arte e a adversidade gastronômica, amamos viajar e ficar em casa de pijama vendo uma maratona de filmes, trocamos baladas e bares por cafeterias e padarias, me formarei em nutrição e ele em gastronomia. Estamos noivos desde o dia 20/07/2013 e vamos nos casar no dia 16/11/14. Juntos á 7 anos, cremos e acreditamos em Deus como base de tudo em nossas vidas, e é o amor de Deus que se encontra em nossos corações que faz do Rafael e da Natália um só. O amor tudo suporta, tudo sofre, tudo espera.

    Nossa frase:
    Amo nós
    Amo você

  • Juliana
    15 de fevereiro, 2014

    Tudo começou em 2005! Mas ha quem diga que começou bem antes…o destino…ah..ele ja tava traçado!! Como que a menina mais certinha nao conheceu o menino mais levado do colegio?? isso mesmo…estudamos no mesmo colegio e moramos a 5 min um do outro… Durante anos!!! Fomos nos conhecer no trote da faculdade, que ficava a muitos km de distancia de nossas casas! Ele me viu e me fez ve_lo! E desde entao nao desgrudamos mais! Nem sequer um pouquinho! Estudamos na mesma sala… Ele me ensinou a matar aula e eu o ensinei a estudar muitooo! Iamos e voltavamos juntos todos os dias…e hoje trabalhamos para a mesma empresa. Nao juntos, eh claro..mas de vez em quando surge um chocolate em cima do teclado do meu computador! Viajamos, rimos, choramos…Porque por mais que queiramos, a vida nao eh feita apenas de bons momentos… e hoje temos pessoas muito importantes olhando por nos la de Cima! Depois de tanto tempo e tanta coisa que vivemos… Vamos nos casar…E ta chegando!!! Ansiedade a mil, coraçao batendo forte! E eh assim a nossa vida, assim eh o nosso amor: Forte!Que venha Abril!

  • Ana Luiza
    15 de fevereiro, 2014

    Conheci Henrique na faculdade. Nós fazíamos cursos diferentes. Eu não queria namorar porque tinha saído de um relacionamento muito turbulento e estava muito desiludida ainda, achando que homem nenhum prestava. O Henrique foi me conquistando e apesar do meu trauma e de ainda terem me falado algumas coisas chatas sobre ele (uma ex dele disse que ele não prestava, mas ela que era muito ciumenta), eu resolvi dar uma chance. Nosso namoro sempre foi muito tranquilo, nós gostamos das mesmas coisas, trabalhamos na mesma área (e hoje, na mesma empresa também), estamos juntos há 3 anos e meio e nos casaremos em outubro deste ano! Foi um amor que não me programei, não esperei, aconteceu por um acaso e tem dado super certo!

  • Jessica Bernardes
    15 de fevereiro, 2014

    Sou carioca, mas (já com um dedinho do destino, rs)fui cursar a graduação numa universidade em Juiz de Fora. Ele, natural de Juiz de Fora, porém cumprindo o internato do curso de sargentos do exército. Nossas rotinas eram totalmente opostas e, apesar de estar na mesma cidade, não frequentávamos nenhum lugar em comum. Aliás um lugar: a igreja. Fui membro durante 2 anos desta igreja, mas nunca tinha visto (pelo menos não memorizado) quem era o William. ele, pelo contrário, sempre me observava e guardava um amor “secreto” durante todo este tempo, mas nunca teve coragem de se aproximar ou declarar. Até que me formei e, faltando 3 semanas e voltar a morar no rio, ele (finalmente! rsrs), via mesnsagem in box do facebook decidiu se declarar para mim. Quer saber se eu gostei? Claro! Depois desse dia marcamos para nos encontrar, mas pensei que não daria em nada, já que eu estava de partida da cidade e não sabia suas reais intensões comigo. Mas, como prova de amor, ele prometeu durante os próximos 2 meses ir ao Rio me ver todos os finais de semanas em que estivesse liberado do exército. E assim foi, sem ganahr um beijinho, lá estava o william aos finais de semana indo me ver. Por fim, não teve jeito. Vi que ele realmente me amava e seria ele o meu abrigo, amigo, porto seguro e equilíbrio. Hoje estamos noivos e com o casamento marcado para 21/02/2015. Ah, ainda estamos nos vendo só aos finais de semana, mas, daqui a um ano, finalmente será só eu e ele – PARA SEMPRE!

  • Vanessa
    15 de fevereiro, 2014

    EU E THIAGO SOMOS PRIMEIROS NAMORADOS E NOS CONHECEMOS A 8ANOS. ESTUDAMOS DURANTE MUITO TEMPO NO MESMO COLÉGIO, JÁ TINHAMOS NOS VISTO, MAS SÓ EM UM CHURRASCO DE AMIGOS QUE NOS CONHECEMOS. MUITA GENTE ME DIZ POR QUE EU DECIDI ME CASAR COM ELE, JÁ QUE NUNCA NAMOREI MAIS NINGUÉM, EU SIMPLESMENTE ACREDITO QUE ENCONTREI O AMOR DA MINHA VIDA CEDO. DURANTE TODO ESSE TEMPO, POR ALGUMAS RAZÕES, JÁ AJUSTAMOS A DATA DESSE CASAMENTO MAIS DE 5X, ATÉ QUE ENFIM, NOS CASAREMOS EM OUT/14. JÁ NAMORAMOS A DISTANCIA POR 2 ANOS, QUANDO FUI MORAR EM SP. CANSADOS DE ADIAR NOSSA FELICIDADE, MESMO SEM LAR DEFINIDO, MUITO AMOR, NOS CASAREMOS ESSE ANO. NOS CONSIDERO DIVERTIDOS, DETERMINADOS, SONHADORES, PARCEIROS E CLARO, APAIXONADOS. POR ELE FARÍAMOS UM GRANDE CHURRASCO, MAS ACABAMOS NO FIM, OPTANDO POR UM CASAMENTO EM UMA CAPELA FOFA E UMA CASA DE FESTA ACOLHEDORA. O QUE EU QUERO DO MEU CASAMENTO? QUE O SENTIMENTO DE ALEGRIA E FRIO NA BARRIGA NUNCA ACABE.

  • Juliana
    15 de fevereiro, 2014

    Bom, nós nos conhecemos na casa da minha mãe, ele estava trabalhando e foi fazer uma vistoria na casa dela, eu havia acabado de terminar um relacionamento muito desgastante, e não queria me envolver com ninguém. Mas havia algumas pendências na casa da minha mãe, e foi necessário que ele retornasse para solucionar os problemas, e nessa acabamos trocando facebook, e por ali começou um contato, até que um dia eu tomei um bolo de minhas amigas e resolvi sair com ele para não “perder” a noite, e foi ali que tudo começou. Não queria nada sério com ele, por medo de sofrer de novo, mas ele sempre se declarando para mim, até que eu me apaixonei perdidamente por ele, tanto que em 3 meses de namoro fomos morar juntos, e estamos junto até então, super felizes a 2 anos e meio!!!!!!

  • Mariana Netto
    16 de fevereiro, 2014

    Começamos a namorar na escola… mas nem sempre tudo foi flores. Quando entrei na escola o Igor implicava comigo diariamente, cheguei a pedir para minha mãe me trocar de escola por não aguentar tanta aporrinhação. Mas ao longo do ano ele foi deixando mostrar que na verdade toda aquela implicância era paixão, e aos poucos foi me conquistando. Hoje estamos terminando a faculdade e noivos.

  • Juliana Domingues
    16 de fevereiro, 2014

    O Paulo…ahh, o Paulo: rapaz sério, olhos expressivos, cabelos grandes, coração verde. Maturamos nossa relação nesses 5 anos de namoro. São também 5 a diferença de anos que nos separam. Eu, professora; ele, aluno. Ele, idealista; eu, marcada. A internet foi o canal de aproximação; mas costumo dizer que o que nos juntou foram as coincidências de gostos e de interesses. Paulo provocava em mim um certo estranhamento e, por certo, eu refutava qualquer possibilidade de que aquilo fosse mais longe – que ficássemos na (a)ventura, por segurança. Quando, então, tive que me dobrar ao fato de que estar com ele me trazia profunda paz; um sentimento de bem aventurança. Sou uma pessoa melhor por ele e com ele. Toda a relação foi construída em cima da admiração, do amor, das dificuldades e alegrias vividas. Amar é um caminho a ser trilhado. Hoje, de casamento marcado, olhamos para o futuro e nele encontramos nosso lar, os filhos do porvir, e muitos ( e muitos) anos para desfrutarmos da companhia um do outro. Para mim, isso é a felicidade.

  • Monique Miranda
    16 de fevereiro, 2014

    Eu e meu noivo nos conhecemos há dois anos em um show por meio de um amigo em comum. Estava acompanhada de uma amiga e nós duas os cumprimentamos. Ao sairmos, meu noivo logo questionou de onde nos conhecíamos e o rapaz respondeu de forma breve, dizendo apenas que havíamos namorado colegas de turma da academia militar que eles frequentavam. O problema é que essa resposta era verdadeira apenas para a minha amiga, não para mim. Por um respeito que existe entre os militares, ainda que ele não conhecesse o meu suposto ex-namorado, não nos aproximamos como gostaríamos. Ele arrumou meu telefone, achou meu facebook, me mandava mensagens frequentemente e tirava todo o seu tempo de folga para vir me ver mas nunca fazia um movimento no sentido de se envolver emocionalmente. Até que um dia, ele perguntou ao colega quem era o meu ex-namorado, disse que realmente gostava muito de mim e que não suportava mais a idéia de não poder estar comigo. Só então a confusão foi desfeita. Começamos a namorar e três meses depois ele foi transferido do Rio de Janeiro a Porto Alegre. Passamos por muitas dificuldades devido à distância mas, em pouco tempo, descobrimos que superaríamos este e qualquer outro obstáculo se estivéssemos juntos. Com essa idéia, comprei uma passagem para visitá-lo no final de semana do último dia dos namorados. Ele me surpreendeu me levando a uma vinícula e me pedindo em casamento. Nunca esquecerei suas palavras e todo o amor que senti naquele momento. Sei que encontrei alguém que será o meu melhor amigo e um grande companheiro durante toda a minha vida e fico feliz pelo nosso amigo não ter impedido a nossa história, apenas tê-la tornado ainda mais gostosa!

  • Eduarda
    16 de fevereiro, 2014

    Quando eu tinha uns 9 anos, minha família conheceu o Ulisses, que tinha 18. Eu tenho pouquissimas recordações dele nessa época, mas ele lembra de ir na minha casa pela manhã e eu aparecer de pijama na sala.. rsrs.
    Minha mãe pensava: “esse é o rapaz dos sonhos, pena que não tem nenhuma chance dele ser meu genro”. O Ulisses namorava há algum tempo e ninguém poderia imaginar que eles terminariam o namoro, mas terminaram (ainda bem.. rsrs).
    Quando eles terminaram, eu tinha 14 anos e no mesmo período em que ele ficou solteiro, eu comecei a namorar.
    Terminei 1 ano e pouco depois, e num sábado a noite qualquer, saímos eu, Ulisses e um amigo pra tomar sorvete e foi quando eu realmente o notei e foi quando ele pensou: “nossa, ela cresceu”.
    Mas nem tudo foi tao simples.. Pela nossa grande diferença de idade (9 anos), o Ulisses tinha mil e uma dúvidas e achava que não teria como dar certo. Ele tentou de todas as formas se afastar, mas não conseguiu resistir aos meus encantos.. rsrsrs. E muitos meses depois, começamos a namorar! E essa foi, sem dúvida, uma das melhores decisões da nossa vida.
    Estamos quase fazendo 6 anos de namoro e começando os preparativos pro casamento. Nosso relacionamento é um presente de Deus e ficamos mais felizes a cada dia juntos.
    E seria maravilhoso poder registrar esse amor através das fotos!

  • sueli
    16 de fevereiro, 2014

    Vii o Degazito nos primeiros momentos que mudei de cidade,mas não sonhava e nem possibilitava que seria sua noiva. Ele aos poucos foi procurando maneiras de se aproximar e me conhecer melhor. Foi meu melhor e fiel cliente, comprava posso dizer que toda semana,devido as rotinas de compras acabou descobrindo datas comemorativas ao meu respeito, telefone…. Enfim tornou-se um amigo fiel,que por 4 anos nunca se declarou e meus olhos nunca o enxergou,mas durante estes longos anos eu recebia sms 3x por dia: Bom dia linda,Boa tarde linda, Boa noite linda….. pensa!!!!!Enfim ele persistiu, lutou, e venceu. Hoje somos noivos e posso dizer que ele é o amor da minha vida, é tudo que eu pedi para Deus!Fiquei 6 anos só,mas confiante que Deus estava preparando o melhor p mim,mesmo com chacotas de pessoas que diziam:Deus não vai manda bater na sua porta não! vc tem que ir buscar. Pois então! Veio e bateu sim,o mas lindo aos meus olhos, uma obra prima que Deus planejou para mim. Estamos muitos felizes e vamos nos casar em 16/05/2015. Estou grata por ter a oportunidade de esta concorrendo a benção desse ensaio fotográfico.

  • JANAINA ARRAES
    17 de fevereiro, 2014

    UM AMOR QUE TEVE QUE ESPERAR 11 ANOS PARA ACONTECER. ELE NOIVO DE UMA AMIGA, UM RAPAZ LINDO E INALCANSAVEL. TINHA TODAS AS QUALIDADES POSSIVEIS, MAS ERA COMRPOMETIDO. DEPOIS DESTES ANOS, EM UMA FESTA DE UM ANO DO FILHO DE UMA AMIGA EM COMUM, OS OLHARES SE TOCARAM NOVAMENTE, E AGORA ELE SOLTEIRO E EU TB. 3 MESES DE NAMORO E UM PEDIDO DE NOIVADO. O CASAMENTO VEIO 1 ANO DEPOIS, EM UMA CERIMONIA LINDA REGISTRADA POR RACHEL.

  • Lorena
    17 de fevereiro, 2014

    Eu e Gustavo nos conhecemos há muito tempo na festa de aniversário de uma amiga em comum. E após oito anos sem nos encontrarmos, essa amiga, Luana, que é minha melhor amiga e trabalha com o Gustavo a uns 10 anos, decidiu “nos reapresentar” e tentar juntar esse casal.
    Um jantar a três, porque a dois ia ficar muito “encontro as escuras” e um sambinha bastaram para nos aproximar. Depois disso, algumas saídas, jantares, telefonemas, viagens… eu morava no Rio de Janeiro e Gustavo em Campos dos Goytacazes, mas isso não foi empecilho para que o namoro começasse. Depois de nove meses (quase um bebê),Eu me mudei para Campos. Resolvemos juntar as escovas de dente e arriscar a vida em nessa cidade diferente para esses dois cariocas.
    Comemorando um ano de namoro, Gustavo me levou para uma viagem surpresa. Debaixo de uma cachoeira ele fez o pedido de casamento. Eu aceitei e vamos nos casar no dia 26/04/2014. Não fizemos ensaio de casal, o orçamento apertado para o casamento não permitiu. Adoraríamos ter um ensaio feito pela Rachel que eu acompanho o trabalho já a bastante tempo!!

  • Renata
    17 de fevereiro, 2014

    Vocês querem saber a minha versão ou a dele? Porque todo casal que se preze tem duas versoes!
    Vou na minha que é a que aconteceu! Hahahaha
    Conheci o Fred “num” samba. Estava solteira havia um mês apenas. Uma amiga da época do colégio e eu nos reencontramos pelo facebook e, depois dela insistir muito, acabei indo encontra-la no tal samba. Éramos um grupo de cinco meninas e todas solteiras… Apenas eu e minha amiga não conhecemos ninguém nas primeiras horas de festa. Bem, no meio da noite eu percebi alguém me olhando e quando me dei conta era a ex maluca de um ex meu. E dai? E dai que a mulher era encrenqueira e minhas amigas ficaram me tirando de perto pq ela já tava altinha e eu lá só querendo curtir. Foi aí que percebi uma segunda pessoa me olhando… Só que dessa vez tinha uma barba no meio e ela era linda. (Rsrs) eu queria olhar mais porém meu orgulho não deixava foi até que então ele decidiu chegar perto… Veio servindo aos amigos e me ofereceu cerveja ( porque segundo ele eu fui me chegando pra beber e chamar a atenção dele, e mole?!)
    Eu com uma cara beeeeem insuportável olhei pro rótulo da cerveja e disparei: Obrigada! Eu não bebo Brahma. Ele, esperto que só ele, responde: qual que vc está bebendo? Eu pego a que você quiser!
    … Começamos a conversar e ele perguntou do que eu fazia da vida, onde nasci até … Se eu gostava de cachorros. Fez uma sabatina digna de pai quando vê o bamoradinho da filha pela primeira vez. Hahahaha
    Passamos a noite inteira juntos até que chegou. Agora de irmos embora. Me ofereceu carona com os amigos dele e eu mais uma vez com cara de insuportável falei: Vc acha que eu vou entrar em um carro com quatro homens que não conheço? Ele mais rápido que nunca respondeu chamando um taxi e quase que me empurrando falou: vc está certíssima!!! Calou a minha boca pela segunda vez. Hahahaha
    Na ida pra minha casa me bateu um desespero que fiz algo que jamais havia feto… Pedi o telefone do cara dizendo: vem cá?! Vc ta ai dizendo que quer me ver de novo mas não pegou meu telefone. O que ele me respondeu? Pela terceira vez rápido no gatilho: eu sei que vc não vai sair correndo! Quando chegarmos a sua porta eu te sou e quando chegamos ele não só adicionou meu número como também me ligou e soltou um: isso e pra vc saber que eu não vou fugir de você.
    Três dias depois EU o chamei para ir ao cinema e dai não nos desgrudamos mais. Nos conhecemos em agosto de 2012, maio de 2013 estávamos morando juntos e agora estamos vendo se nos casamos em maio … Decidimos isso na ultima semana. Pasmem… O lugar onde quero me casar tem a data do nosso aniversário de morada juntos. #ansiosa

  • Luciana Maria
    17 de fevereiro, 2014

    Eu e Rodrigo não conhecemos através de uma uma rede social . Num sábado a noite onde realmente foi o destino e as mãos de Deus . Pois depois que nos conhecemos vimos o tanto de pessoas comuns em nossas vidas , chegamos inclusive a frequentar mesmas festas . Rodrigo estava num período de separação (Divorcio) e eu de termino de relacionamento longo (10anos ) em que prometia não me envolver por hora . Foi inevitável a sintonia e a empatia , acho que namoro o lindo desde desse sábado . Não teve um dia que passasse que nos tenhamos nos falado a parte desse primeiro momento . O encontro foi uma semana após e toda aquela sintonia se multiplicou . Com três meses juntos veio o pedido de casamento mais fofo e imprevisível.
    Num domingo pela manha sem maquiagem , descabelada e remelenta ao acordar com ele me olhando : ” quero isso todos os dias . Casa comigo ? ” eu ria , chorava por que jais em tempo algum imaginei casar naquela momento e ao mesmo ter a certeza era ele que sempre sonhei desde de pequena .
    Para muitos tão rápido porém para nos no tempo certo . Até achamos que demoramos para chegar um para o outro .
    Depois de tantos amores errados acho que merecemos um ensaio para celebrar o amor certo .

  • Luciana Maria
    17 de fevereiro, 2014

    Eu e Rodrigo não conhecemos através de uma uma rede social . Num sábado a noite onde realmente foi o destino e as mãos de Deus . Pois depois que nos conhecemos vimos o tanto de pessoas comuns em nossas vidas , chegamos inclusive a frequentar mesmas festas . Rodrigo estava num período de separação (Divorcio) e eu de termino de relacionamento longo (10anos ) em que prometia não me envolver por hora . Foi inevitável a sintonia e a empatia , acho que namoro o lindo desde desse sábado . Não teve um dia que passasse que nos tenhamos nos falado a parte desse primeiro momento . O encontro foi uma semana após e toda aquela sintonia se multiplicou . Com três meses juntos veio o pedido de casamento mais fofo e imprevisível.
    Num domingo pela manha sem maquiagem , descabelada e remelenta ao acordar com ele me olhando : ” quero isso todos os dias . Casa comigo ? ” eu ria , chorava por que jais em tempo algum imaginei casar naquela momento e ao mesmo ter a certeza era ele que sempre sonhei desde de pequena .
    Para muitos tão rápido porém para nos no tempo certo . Até achamos que demoramos para chegar um para o outro .
    Depois de tantos amores errados acho que merecemos um ensaio para celebrar o amor certo .
    Daqui uns meses estaremos unidos pelo matrimonio .

  • Luciene
    17 de fevereiro, 2014

    Nos conhecemos no trabalho,segundo ele desde a primeira vez que me viu já havia se interessado mas eu estava decidida que não queria me relacionar com ninguém então nem olhei pra ele direito, começamos a ficar amigos(pelo menos de minha parte era amizada ahauhau), almoçavamos juntos todos os dias, saíamos pra tomar café depois do trabalho, ele sempre muito divertido, muito legal, com uma conversa muito boa, eu fui criando um carinho muito grande por ele… até o dia que sem querer dei uma brecha pra ele e ele aproveitou muito bem, mas eu ainda resisti a assumir o que estava acontecendo, afinal a cabeça dura aqui nao queria namorar, mas tudo foi fluindo tão naturalmente que quando vimos estamos namorando, nós comemoramos no dia do nosso primeiro beijo pois mesmo que eu só tenha percebido depois já havíamos assumido um compromisso um com o outro desde esse momento. Agora estamos de casamento marcado para agosto deste ano, no exato dia que completamos 3 anos juntos!!! ^^

  • Robertta Rocha
    17 de fevereiro, 2014

    Nossa história é daquelas que só aconteceu qd Deus permitiu. Após o término de um relacionamento, minhas amigas falavam o tempo todo que tinha um amigo pra me apresentar. Foram muitas tentativas até que fomos todos no show do Rappa, e foi lá que td começou. O primeiro beijo, sem mt conversa, e nas semanas seguintes telefones, troca de msgs, até que um mês depois começamos a namorar. O mais incrível disso tudo é que frenquentávamos os mesmos lugares, com os mesmos amigos, já fomos às mesmas festas, e pasmem, até na balada num mesmo camarote minúsculo, e não lembramos um do outro, se não soubessemos que estivemos no mesmo lugar. 9 anos se passaram, e em abril de 2015 celebraremos diante de Deus e dos nossos amigos o nosso amor.

  • Ana Carolina Gallo
    17 de fevereiro, 2014

    Reencontro de colégio nunca tem um objetivo certo, a não ser para saber que fim levou cada pessoa que estudou com a gente.
    Para mim esses encontros tinha muito menos fundamento, mas para não ser tão anti-social estava lá…..até que ele apareceu com o sorriso mais lindo do bar. Sério! Demorei para reconhecê-lo, era muito brilho naqueles olhos que não eram mais do menino que ficava no canto, LÁ no fundo da sala, com os ‘nerds’ desenhando bonecos japoneses.
    O jeito tímido era o mesmo e minha ‘indiscrição’ quando a ficha caiu fez com que acentuasse ainda mais.
    Sentou do meu lado, tivemos papo e acabamos a noite visualmente entrelaçados.
    Nos procuramos, trocamos celulares e nem lembramos ao certo como e ele fez questão de armar uma nova oportunidade de me ver e não imaginava que estava tão empenhado, por que não saiu do portão de casa enquanto eu não voltasse para o carro pra ceder ao beijo que ‘fugi’ ao descer minutos antes.
    Entrei em casa com estomago em chamas quando a mensagem chegou rasgando o peito: “eu não acredito que vou embora com vontade do seu beijo de novo?”
    De novo? Pensei eu?
    Me rendi aos encantos mais especiais do mundo, conversamos a noite toda, conversas que pareciam que estava falando comigo mesma ao espelho, de tantas coisas em comum.
    Passamos 1 ano voando e surpreendentemente em 12.12.12 fui pedida em casamento.
    Após 4 anos solteira, com 1 ano de namoro fui a noiva mais feliz do Chalezinho, não tenho dúvidas. Foi uma supresa não somente para mim e para minha vida, mas para o meu coração que estava tão discrente do amor.

    Para finalizar, pois estou MUITO ocupada com os preparos do casamento (rs), sonhamos alto e juntos, pensamos igual e planejamos TUDO. Nos amamos muito e queremos 01.11.14 LOGO!
    Eu quero muito eternizar este ano com estas fotos.

    Obrigada pela atenção a nossa história. Beijos

  • Amanda Andrade
    17 de fevereiro, 2014

    Conheci o amor da minha vida pelo Facebook, uma forma talvez estranha, porém, muito comum hoje em dia. Já estaríamos juntos há muito tempo se durante um ano eu não o tivesse ignorado, todos os seus pedidos de “vamos sair pra tomar um suco, cinema, almoço, jantar, café da manhã” pois é, ele tentou de tudo rs, e eu sempre pensava o que esse “moleque” quer comigo rsrs.
    Após inúmeras tentativas, começamos a conversar mais pelo facebook, e um dia ele me convidou para assistir a estréia do musical “Fame”, resolvi aceitando, pensando que seria legal e que nos conheceríamos pessoalmente, finalmente ele me buscou em casa em um sábado bem frio pela tarde. Minha primeira impressão? Tomara que ao menos o musical seja legal, já que ele não falava, e eu já havia gastado todo meu repertório de palavras. Ele apenas olhava pra mim, paralisado, bem após quase bater o carro algumas vezes e eu pedir pra ele olhar pra frente, assistimos o musical, e terminamos a noite comendo comida mexicana. Quando eu menos esperava, fui surpreendida com um beijo. No dia seguinte, dia das mães no final da tarde e após inúmeros sms, fomos tomar café e assistir um filme, e foi nesse momento que me apaixonei. Nunca vi tanto carinho e atenção em uma pessoa. Passamos a semana conversando por e-mail, nos encontramos no final de semana seguinte, e no outro e tudo estaria maravilhoso se ele não estivesse prestes a ir embora, a se mudar para Dublin sem data para voltar, em seu último final de semana no Brasil, fomos pra Campos do Jordão, onde ele me pediu em namoro “oficialmente”.
    Com muita tristeza, dúvidas e incertezas ele se foi no dia 06 de Junho 2012.
    E foi ai que nosso amor se intensificou, nos falávamos diáriamente por whatsapp e durante a hora de almoço pelo Skype, os finais de semana passávamos no Skype, quase que 24 horas. As dúvidas e todas as incertezas aos poucos desapareceram e a minha ida para Dublin em dezembro já era uma certeza após 15 dias que ele estava fora. Sorrimos e choramos durante 186 dias, contados regressivamente até o momento de poder abraça-lo novamente. O esperado dia chegou nos encontramos em Dublin como se nunca tivéssemos ficado um segundo distante. Viajamos durante 1 mês pela Europa, ele me deu uma aliança linda (escrita em Irish “Grã go deo” que significa “amor eterno”) no topo da Torre Eiffel, tudo parecia um sonho, juntos durante este tempo tivemos a certeza de que não poderíamos mais viver um sem o outro.
    Voltamos “os dois” em Janeiro, para a surpresa de todos.
    Planejávamos morar juntos, já que o meu apartamento ficaria pronto em 6 meses, foi então que no nosso 1 ano de namoro, ele me “sequestrou” na porta do meu trabalho e me levou para Campos, na mesma pousada, eu pensava ser apenas uma comemoração e realmente foi. Fui surpreendida no mesmo lugar que ele havia me pedido em namoro há exato 1 ano atrás, acima das nuvens ele me pediu em Casamento, e desde então estou flutuando. A foto que envio é do dia do meu pedido de casamento, desde esse momento sublime eu me sinto assim, leve, amada, realizada.
    Os preparativos já começaram e não vão parar, nos casaremos no dia 25 de outubro de 2014, primeira semana do horário de verão, já que ele gostaria de se casar durante o dia e eu a noite, assim nossa cerimônia será realizada a luz do sol e a festa a luz da lua.

  • Thaiany
    18 de fevereiro, 2014

    Tudo começou quando tínhamos 15 anos. Nos conhecemos na escola, na mesma turma e começaram os olhares e algumas conversas tímidas. Depois de alguns meses aconteceu. Meu primeiro beijo. Meu primeiro namorado. A primeira namorada dele. E assim é até hoje, quando, 11 anos depois vamos celebrar nossa união. O mês é novembro e a ansiedade é cada vez maior…seria lindo registrar nosso amor através das lentes de Rachel Escobar. Cruzando os dedos em 5, 4, 3…

  • Fernanda Mourão
    18 de fevereiro, 2014

    Era uma manhã ensolarada, outubro de 2012, nem Rio nem São Paulo. BRASILIA. Nossos destinos se cruzaram pela primeira vez. Encontro de trabalho, olhares atentos. Corações comprometidos… Tempo passando… Éramos amigos.

    Tempo….

    Um em cada canto….

    Tempo…

    Corações descomprometidos..

    Estávamos livres…

    Algo mudou no pensamento, no coração, nos sentimentos

    Estávamos cada vez mais próximos. E de tanto se aproximar, surgiu o amor.

    Março de 2013, o pedido de namoro veio em tom de brincadeira. o SIM mais sério do que nunca.

    Viagens intermináveis. União de duas cidades, de dois corações.

    Aliança de compromisso no castelo da Disney… lá.. onde tudo é encantado.

    O anel de noivado em Buenos Aires, junho/2013.

    E o para sempre para sempre !!!!!!!!!!!!!!!!

    Agora é pra valer… mesmo trabalho, mesmo teto, rumos ao altar e um mesmo desejo… o de uma vida iluminada cheia de amor… daqui até o nosso último suspiro.

  • Camila
    18 de fevereiro, 2014

    Eu namorava há 4 anos (entre idas e vindas) e em um desses términos um colega da faculdade resolveu me apresentar um amigo. Ele dizia que eu tinha que terminar de vez o namoro e tal. Foi então que ele resolveu me mostrar o perfil do Orkut do tal amigo. Quando eu vi, descartei na hora. Disse que não tinha nada a ver… Então, voltei com o ex e ficamos mas 2 anos juntos até terminar de vez.
    Foi quando esse mesmo colega da faculdade resolveu arrumar namorado pra mim, rs. Me mostrou uns 4 perfis no facebook e um deles era do mesmo cara que ele havia me mostrado há 2 anos atrás.
    Resolvi conhecer o Fábio e desde então não desgrudamos mais. Estamos juntos há 3 anos, ficamos noivos em setembro/2013 e estamos com casamento marcado para março/2015.

  • Thainá
    18 de fevereiro, 2014

    Conheci o Philipe eu tinha 17 anos na academia ( ele sendo estagiário e eu aluna ) , ai sempre trocamos olhares , mas nunca aconteceu nada.
    Quando fiz 19 anos entrei na acadmeia como funcionária , e o Philipe era professor substituto sendo que ele namorava e eu não .Depois de um tempo ele terminou e comecamos a conversar … marcavamos milhares de coisas e nunca faziamos nada.rs
    Começamos a sair em Setembro e em Novembro começamos a namorar e lá se vão 4 anos !!!
    Na virada do ano de 2013/2014 o Philipe me pediu em casamento para toda a família , pensei que fosse brincadeira , em Janeiro ele me levou no salão de festas e fechamos a festa .
    O Philipe é o homem da minha vida , me completa me faz feliz e essas fotos ficariam lindas no nossa casamento !!!

  • Marina
    18 de fevereiro, 2014

    Nossa história de amor tem tem um cupido muito especial: O Santo Whatsapp.
    O Rafa e eu nos conhecemos ainda criança. Cursamos a 7ª e a 8ª série juntos.
    Sempre quando terminamos o colégio, prometemos nunca nos afastar, permanecer com as amizades, os namorinhos e tudo, mas sabemos que a prática é mais dificil, pois os caminhos acabam sendo diferentes, e comigo e com o Rafa não foi diferente.
    Passamos 12 anos sem nos ver. Poxa! 12 anos é muita coisa.
    Trilhamos caminhos diferentes, eu me casei, ele namorou anos e anos (a namorada dele faleceu de leucemia), nos formamos (no mesmo curso e faculdade sem nos encontrar 1 só vez), eu me divorciei, viajamos muito, amadurecemos. Costumamos dizer que esses 12 anos separados foram um curso preparatório da vida para que pudéssemos nos reencontrar e ser felizes.
    Ano passado marcamos um reencontro com o pessoal que estudou junto no colégio e no evento, o Rafa achou o meu facebook. Ele me add e pediu o meu telefone para add em um grupo do Whatsapp onde estavam vários amigos que haviam estudado com a gente.
    Sim, ele criou um grupo de Whatsapp só para conseguir meu numero e conversar comigo.
    Conversamos sobre mil coisas que havíamos feito na vida e marcamos de tomar um drink.
    Nesse dia, ao reencontrar o Rafa, eu soube que era ele e mais ninguém e que todas as coisas que passei na vida com relacionamento valeram a pena só por estar ali, naquele momento, naquele bar e com ele.
    Agora com quase 1 ano de namoro, planejamos nos casar no final do ano.
    Fizemos uma tatuagem esse ano para marcar o que é o nosso amor. FOREVER ONE MORE DAY – Pra sempre e mais um dia.

  • Kati
    18 de fevereiro, 2014

    Um gaúcho, uma caipira, é assim que carinhosamente ele me chama. Nossa história é maluca e vou tentar resumir.
    Nos conhecemos através de uma foto, após um amigo em comum ter postado. Ele estava na foto e eu comentei achando ele muito parecido com um argentino que eu havia conhecido numa viagem recente.Pronto, começamos a conversar daquele dia em diante e não paramos até hoje, um ano e 10 meses depois.Mas como citei no início,ele é gaúcho e eu caipira do interior de SP então tínhamos ai 1200 km de distância pelo menos entre nós, mas nosso sentimento começou no 1° dia de conversa e aquilo simplesmente tomou conta de 2 adultos como jamais tínhamos sentido antes, nossas conversas eram sinceras, sem jogos e isso nos levou a 16 dias depois querer MUITO um encontro. Mas era longe, um encontro na minha cidade? na cidade dele? estranho..então encurtamos a distância e fizemos meio a meio. Nos encontramos na “metade” do caminho, nosso ponto era Curitiba, um final de semana. Minhas amigas pediram que eu deixasse uma tecla de emergência no celular, caso ele fosse um louco rss..mas eu fui, ansiosa, ele também e no aeroporto Afonso Pena meu Deus, começava a se concretizar na pele tudo que estávamos sentindo virtualmente. Passamos um finde INCRÍVEL e sabíamos no nosso coração que iríamos nos encontrar de novo e sabe o que é mais incrível? não falamos disso em nenhum momento durante o final de semana, mas sabíamos pelo olhar, e só dizíamos: da próxima vez faremos isso ou aquilo..rs..bom, ele disse que a paixão que deixou ele sem base mas ao mesmo tempo firme de que a vida dele havia mudado foi na segunda de manhã, antes de eu pegar meu vôo e ter enconstado a cabeça no ombro dele..essa foi a marca pra ele, pra mim, já tinha sido antes, quando questionava Deus e pedia orientação pra seguir..Bom, pra resumir, em 3 meses ele conseguiu um emprego na minha cidade, passamos 7 meses juntos aqui mas a situação ficou inviável no escritório que ele tem e ele voltou pro Sul. Estamos há 1 ano na ponte aérea,se vendo uma vez no máximo 2 no mês e planejando nosso casamento a partir desse ano, como estamos fazendo mil coisas, estamos buscando tudo pra gastar o mínimo possível então, por favor, gostaria de ganhar esse book que coroaria nossa história antes casório :)

  • suellen da conceição dos santos
    18 de fevereiro, 2014

    nos conhecemos por causa de uma amiga ,porém não nos falavamos , ele era nojento e eu era chata rs . até que umdia ele perguntou para esta amiga o pq eu não falava com ele,e resolveu falar comigo.nos encontramos , e fomos ao cinema.. e o tempo foi passando e nao nos desgrudamos mais,porém muitas barreiras ,eletinha 29 anos e eu 18,mas o amor prevaleceu e engravidamos e temos um bebe lindo de 1 ano.porém não somos casados , devido as dificuldades do dia a dia.mas mesmo com tanta dificuldade , de um filho , de nao morarmosjuntos e nao sermoss casados e ainda tem a idade que são 11 anos de diferença , nos amamos demaisss , e já são 3 anos de puro amor ,cumplicidade ,amizade e união

  • Laura
    18 de fevereiro, 2014

    Eu e meu noivo vamos casar em maio, aqui em Porto Alegre!
    Fazer uma sessão de fotos no Rio seria simplesmente perfeito, porque a cidade tem tudo a ver com a nossa história!
    Depois de 6 anos de namoro, foram várias as viagens maravilhosas e marcantes pro Rio! E, na mais especial de todas elas, ficamos noivos na cidade!!

  • Janine CorrÊa
    18 de fevereiro, 2014

    Nos conhecemos a 11 anos atras em um chat do Mirc, alguém lembra disso?? Começamos com o clássico : Oi, quer tc??Ele o CarlinhosRj e eu ninelove. Coisas de adolescentes, após três meses de conversas intermináveis madrugada adentro eu insisti pra nos encontrarmos, moramos a 60km um do outro, mas eu ia ao dentista próximo a casa dele, então ele com medo marcou na praça, ai você pensa, nossa e namoram desde então….Claro que não!!!! Viramos amigos coloridos, nos víamos bem pouco mais estávamos sempre conectados, eu sempre com a certeza que havíamos nascido um para o outro,5 anos depois desse dia na praça, ele decidiu que era hora de deixar o medo pra trás e se entregar ao destino, apostar naquela menina que morava longe e que amava ele como nunca ninguém poderia, hoje temos 6 anos de namoro, estamos realizando o sonho de comprar o nosso apê, ficamos noivos em 24/12/2013 e estamos sonhando com o momento em que diremos sim na frente de todos os amigos e familiares, e começaremos um novo capitulo na nossa história.

  • Mariana
    18 de fevereiro, 2014

    Conheci meu amor através de amigos em comum! Começamos a conversar e nós damos super bem, mas só ficamos juntos alguns meses depois. Estamos juntos há mais de 4 anos e há alguns meses ele me pediu em casamento durante um mergulho em Porto de Galinhas! Nossa história e marcada por mt companheirismo, amor, respeito e uma química impressionante. Moramos em Niteroi e quero mt participar desse ensaio.

  • Mariana
    18 de fevereiro, 2014

    Nos conhecemos por meio de amigos em comum. Começamos a conversar e o entrosamento foi mt grande. Meses depois, ficamos e logo começamos a namorar. Há poucos meses, ele me pediu em casamento durante um mergulho em Porto de galinhas. Nunca imaginei um pedido tão romântico, mas meu amor sempre me surpreende e me faz sentir especial. Há 2 anos mudei pra Niteroi e depois ele também veio pra cá. Somos companheiros em td e eu amaria fotografar nessa cidade que nos recebeu tão bem e na qual fortalecemos ainda mais nosso relacionamento e planejamos nosso futuro.

  • Mariana
    18 de fevereiro, 2014

    Nos conhecemos por meio de amigos em comum. Começamos a conversar e o entrosamento foi mt grande. Meses depois, ficamos e logo começamos a namorar. Há poucos meses, ele me pediu em casamento durante um mergulho em Porto de galinhas. Nunca imaginei um pedido tão romântico, mas meu amor sempre me surpreende e me faz sentir especial. Há 2 anos mudei pra Niteroi e depois ele também veio pra cá. Somos companheiros em td e eu amaria fotografar nessa cidade que nos recebeu tão bem e na qual fortalecemos ainda mais nosso relacionamento .

  • Flávia Queiroz
    18 de fevereiro, 2014

    Conheci o Ivan através do Twitter uns 5 anos atrás. Na época ele tinha uma namorada e eu tinha uma vida amorosa repleta de decepções. Trocávamos tweets e simpatizávamos um com o outro, mas só em 2011, com a solteirice dele, rolou um encontro.
    Foi amor à primeira vista e desde então não nos largamos mais. Em 4 dias estávamos namorando e agora, 3 anos depois, estamos organizando o casamento.
    Além de noivos, somos amigos e parceiros em um projeto que nasceu junto com a nossa história, o Eu Te Amo Hoje. Ele é meu alicerce e eu sou a inspiração que ele precisa. Juntos, nos sentimos capazes de qualquer coisa. <3

  • Thais Martins
    18 de fevereiro, 2014

    Conheci o Maru em 2010. Na minha cidade tem um parque onde as pessoas costumam fazer caminhada, eu estava lá em mais um dia comum de caminhada com meu fone de ouvido, quando reparei que havia um cara correndo que nunca tinha visto por lá.Porém só reparei e depois nem o vi mais por lá. Dias depois eu fui para uma festa pré carnaval e o vi lá, comentei com algumas amigas: olha! é ele o cara novo do parque que eu disse. Mas até esse momento eu nem imaginei que ele estava me notando. No final da festa, quando eu estava toda descabelada,cabelo de coque, maquiagem borrada e sentada só esperando a hora de ir embora mesmo ele vem e diz: você é a menina que corre no parque né?!. E eu virei e disse: e você também!. Ele pediu para sentar conosco e começamos a conversar a turma inteira, sem a meno intensão, assuntos gerais. Até que minha amiga teve a grande ideia de nos deixar a sós..(uuffa!) e conversamos coisas mais pessoais e ele pediu pra sentar mais perto de mim e depois perguntou se podia ficar mais perto, e quando eu vi, nos beijamos, o melhor beijo, uma sintonia que nunca imaginei que fosse sentir, impossível descrever essa sensação, mas desejo á todas.rs. Ele nos acompanhou até a casa da minha amiga e trocamos contatos (msn), conversamos muito por msn e marcamos de nos ver de novo. Quando nos vimos ele me disse que não conseguia tirar nosso beijo da cabeça dele, que ele sentiu algo muito especial.E com o tempo nos conhecendo só percebemos que já estávamos na vida um do outro e não sabíamos, Deus estava escolhendo o melhor momento.15 de Fevereiro, há 4 anos atrás ele me pediu em namoro,sobre o céu estrelado, abraçados e posso dizer que o nosso amor só aumenta, e a essência dos primeiros dias juntos também. Um verdadeiro companheiro.
    Feliz de compartilhar uma das coisas que mais preso na minha vida com vocês, desejo á todos um amor como o meu.

  • Thais Martins
    18 de fevereiro, 2014

    Na minha cidade tem um parque onde as pessoas costumam fazer caminhada, eu estava lá em mais um dia comum de caminhada com meu fone de ouvido, quando reparei que havia um cara correndo que nunca tinha visto por lá.Porém só reparei e depois nem o vi mais por lá. Dias depois eu fui para uma festa pré carnaval e o vi lá, comentei com algumas amigas: olha! é ele o cara novo do parque que eu disse. Mas até esse momento eu nem imaginei que ele estava me notando. No final da festa, quando eu estava toda descabelada,cabelo de coque, maquiagem borrada e sentada só esperando a hora de ir embora mesmo ele vem e diz: você é a menina que corre no parque né?!. E eu virei e disse: e você também!. Ele pediu para sentar conosco e começamos a conversar a turma inteira, sem a meno intensão, assuntos gerais. Até que minha amiga teve a grande ideia de nos deixar a sós..(uuffa!) e conversamos coisas mais pessoais e ele pediu pra sentar mais perto de mim e depois perguntou se podia ficar mais perto, e quando eu vi, nos beijamos, o melhor beijo, uma sintonia que nunca imaginei que fosse sentir, impossível descrever essa sensação, mas desejo á todas.rs. Ele nos acompanhou até a casa da minha amiga e trocamos contatos (msn), conversamos muito por msn e marcamos de nos ver de novo. Quando nos vimos ele me disse que não conseguia tirar nosso beijo da cabeça dele, que ele sentiu algo muito especial.E com o tempo nos conhecendo só percebemos que já estávamos na vida um do outro e não sabíamos, Deus estava escolhendo o melhor momento.15 de Fevereiro, há 4 anos atrás ele me pediu em namoro,sobre o céu estrelado, abraçados e posso dizer que o nosso amor só aumenta, e a essência dos primeiros dias juntos também. Um verdadeiro companheiro.
    Feliz de compartilhar uma das coisas que mais preso na minha vida com vocês, desejo á todos um amor como o meu.

  • Beatriz Gonçalves Nunes
    18 de fevereiro, 2014

    Bom, conheci o Thiago através da internet, pelo Orkut, mais precisamente rs. Era finzinho de abril de 2010, entrei no perfil de um amigo meu só para ver os amigos dele (confesso haha), daí, vi a fotinho do Thiago lá e o achei gatinho rs. Então, decidi visitar o perfil dele, vi tudo lá, li o perfil inteiro, vi todas as 300 comunidades que ele tinha rs, só não dava para ver as fotos porque eram bloqueadas, e eu sabia que meu nome ficaria marcado como visitante e que ele, provavelmente, me visitaria pra ver quem era rs, e que caso me achasse bonita, me deixaria um scrap rs. Não deu outra! Acertei! Haha. No dia seguinte, lá estava o nome dele nos meus visitantes e um scrap, dizendo que leu meu perfil, que gostou, se identificou e assim começamos a conversar, trocamos MSN na época e no primeiro dia conversamos até as 5 horas da manhã. Naquele momento eu percebi que havia encontrado o amor da minha vida, eu tive total certeza de que a gente iria namorar. Então, depois de uma semana conversando virtualmente e por telefone, nós marcamos um encontro e os nossos encontros duram até hoje, estamos namorando há 3 anos e 7 meses, muito felizes e apaixonados. =)

  • Bárbara
    19 de fevereiro, 2014

    Bom,conheci o meu amor,Maurinho em setembro de 2011,mas não havia contato algum,apenas encontros casuais,até mesmo que não nos viamos sempre,ele mora em uma cidade as 40 km da minha,enfim,e uns meses depois amigos em comum começaram a “zoar” conosco de namoro e tudo mais,e eu ficava super nervosa com as brincadeiras e ele super desconfortável,pq é bem público no nosso meio,no carnaval de 2012 em um retiro,ele conversou comigo sobre tal situação e falou em tentar se conhecer,depois de uns 5 meses de zoação dos amigos,e eu não quis tentar daquela vez,por N motivos,um deles a idade(quase 7 anos de diferença),mas acho que quando o amor nos encontra não tem como fugir.Em Outubro de 2012 voltamos a nos falar,e conversamos no dia 12/10/12,uma semana depois ele me pediu em namoro por telefone,e começamos a namorar no dia 20/10/12,nesse tempo passamos por várias dificuldades,como qualquer outro casal,e com as dificuldades nosso amor ficou mais forte ainda,decidimos nos casar,noivamos no dia 20/10/13 e nos casaremos no dia 27/12/14.Eu vou casar com 19 e ele 25,apenas um detalhe.Um amor improvável,mas sonhado por nós e escrito no coração de Deus

  • Luanda Santos
    19 de fevereiro, 2014

    Conheci o Lú na faculdade. Eu sempre muito “aparecida” na primeira semana á conversava com todos, mas nunca tinha “percebido” o bofe de ouro, quieto e tímido diz que sempre me achou muito APARECIDA kkk; Uns 2 meses depois que as aulas começaram tivemos um trabalho em grupo e vi o pobre coitado sozinho, logo chamei para se enturmar; Nessa tivemos que nos encontrar fora da faculdade, e no momento que o vi fora dali meus olhos brilharam, aquele “amor a primeira (ou 4/5ª não sei kk) vista” veio a tona, EU PRECISAVA FICAR COM ELE O RESTO DA MINHA VIDA. E assim foi, ficamos quase 3 meses sem ninguém da faculdade se quer desconfiar. Voltamos das férias NAMORANDO (uma surpresa para todos). Depois de 10 meses juntos resolvemos morar juntos, organizamos tudo em segredo (denovo) e só contamos para família/amigos com tudo certo e organizado. Hoje somos muito felizes, e não sei onde cabe tanto amor, porque o amo cada dia mais. Obs: Não nos casamos ainda, precisamos terminar a faculdade e ainda vai mais uns 3 anos, TA ME ENROLANDO kkkk

  • Maitê
    20 de fevereiro, 2014

    Nos conhecemos na faculdade, mas foi tão romântico quanto lembrar o que comeu no café da manhã de ontem. Nesse momento, eu estava com outra pessoa, então ele não demonstrou interesse nem criou esperança, éramos amigos, parceiros de trabalhos. Fizemos iniciação científica juntos (ele reclamava de me buscar toda semana para irmos ao laboratório em Campinas), mas até então, só amizade. Alguns anos depois eu fiquei solteira e ele não perdeu tempo! Já me chamou para sair. Nosso começo foi difícil, pois estávamos em momentos diferentes, mas o tempo, as dificuldades e nossos objetivos futuros foram nos unindo, conseguimos vencer os obstáculos, e em dez/12, quando nos formamos engenheiros, no mesmo local do nosso primeiro beijo ele me pediu em casamento (foi perfeito *.*)! Estamos noivos a pouco mais de um ano, mas o casamento ainda demora um pouco (juntando $$dinheirinhos$$)

  • Thaissa
    20 de fevereiro, 2014

    Olá. Bom tenho uma história emocionante com meu noiva. em 05 agosto de 2012, Junior foi na minha igreja como visitante,ele olha pra mim e eu pra ele nossos olhos brilhavam. depois acabou o culto ele foi pra casa e eu pra minha a irmã dele eu já conhecia veio falar comigo que ele tinha me achado linda igual uma princesa,fiquei abalada com aquilo mais me botei na posição,felei pra mim mesma Não quero ele sei que foi ser chifruda, ele é muito bonito pra mim. Depois de um tempo começamos a conversar e ele pediu pra ficar comigo virei pra ele e falei que eu não era menina de ficar e fui embora,depois meu celular toca era ele falando que queria namorar cmg. Virei pra ele e falei quero resposta de Deus vamos orar, ficamos 1 mes e meio orando sem beijar no último dia dque foi 10 de outubro de 2012 ele pediu meus pais a permissão daí demos o primeiro beijo. Vi que era realmente de Deus,e a resposta foi dada nos sacrificamos mais deu certo, em abril fui pedida em casamento,e em 12 de outubro de 2013 noivamos. Me sinto feliz que hoje vejo as promessas de Deus se cumprindo em minha vida lutas todos passam, por isso costumo dizer que sem luta não há vitória. Estamos nos preparativos do casamento não tem data, ainda estamos construindo nosso cantinho e eu sei que logo,logo vamos selar nossa união. É bom ser amada e é melhor ainda amar, amo meu noivo de verdade. Agradeço a Deus por ter colocado ele na minha vida, amoroso, carinho,amado,minha vida,meu amigo,meu companheiro, fiel etc. Amo demais. Boom resumir aqui nossa história é enorme, tenho ela todinha por escrito. Que Deus continue abençoando a vida de você. Junior te amo muito amor s2 .

  • Luci
    20 de fevereiro, 2014

    Eu quero a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida… Mesmo nos dias tristes de solidão e com o coração despedaçado, pós relacionamento rompido, desacreditada no amor por meses a fio, eu sabia que em algum lugar existia alguém que me faria sorrir de novo. Até que uma sábado, onde todos esperam algo à noite, meu Skype tocou. Uma amiga de Santa Catarina convidando para passar o reveillón na casa dela. Um mês depois estava eu lá, por oito dias seguidos curtindo as belas praias do sul. Ela, paciente, querida, amiga, companheira, cada dia me levou para um lugar a alegrar o coração e elevar a alma. Eu não queria conhecer ninguém. E foi último dia da viagem, na virada do ano que disse, hoje eu vou curtir as minhas amigas. Mas o anjo estava distraído e não ouviu. Depois de pular as setenta e sete ondas e mentalizar que eu seria sim feliz e que tudo na vida tem um propósito, lá fomos nós para a festa na madrugada. Chegamos tarde. E alguém de sorriso aberto fez um coração no ar pra mim, olhei para os lados, vi que era realmente comigo, não dei bola, afinal era a noite delas. Depois de algumas horas. De novo alguém me aborda, estabanado, derruba minha taça de champagne sob o meu vestido branco, me puxa e faz com que eu caia de joelho no chá escorregadio e molhada, inchando na hora e gerando um hematoma horroroso. Eu, com um saco de gelo agarrado ao joelho direito, me questionava, porque eu, porque eu e logo no primeiro dia? Depois de muita conversa, nos beijamos, nos beijamos muito, o resto da noite, até o amanhecer, na beira da piscina e sob o nascer do sol. Aí descubro que ele era o dono do coração imaginário do ar. Estava escuro na entrada e não dava para ver. Sorri. Quando fui embora, imediatamente ele me envia um torpedo dizendo coisas lindas. Durante os seis dias que se passaram até a volta dele para São Paulo, ele me ligou todos os dias, sóbrio ou bêbado, e só queria saber de me ver. Entre mil declarações e a minha enorme desconfiança, dei uma chance e fui encontrá-lo, mesmo com planos de ir morar em Londres em menos de dois meses, chegando, ele não pensa duas vezes e me agarra, beija e abre um enorme sorriso. Cancelado o plano londrino, seis meses depois fizemos uma lua de mel antecipada na Grécia, no lugar mais romântico do mundo. Santorini. Viajamos o mundo algumas e muitas vezes. Fomos dar satisfação para minha Londres querida. Passeamos de gôndola por Veneza. Enlouquecemos por New York, nos divertimos por Orlando. Mas dois anos e quatro meses depois, numa viagem pela Califórnia e depois de oito horas de carro sob o deserto do Arizona, lá no meio do Gran Canyon, no entardecer e sob o penhasco e com um garrafa de vinho de Napa Valley, vejo um brilho nos olhos e outro na mão dele. Eu incrédula, num misto de alegria e surpresa, ouvia ele dizendo palavras lindas e me perguntando “Mas você ainda não respondeu”, eu de volta à mim mesma, digo, sim, sim, claro que sim, me caso com você. A noite cai, e ficamos ali no breu do Canyon, sem energia elétrica e graças à lanterna do celular foi possível achar o caminho de volta para casa. O Jantar para comemorar o noivado, foi no único lugar aberto da pequena e pacata cidade, Mc Donald. Dia seguinte, tomamos café no restaurante mexicano da cidade e voltamos para Las Vegas. Mas não nos casamos lá sob as bênçãos do Élvis, ele, é clássico e quer casar à moda antiga, com a benção de um padre de verdade e toda a etiqueta. Eu, mais moderninha, não me importo tanto, mas abracei a ideia e o sonho aumenta a cada dia. Se há amor, por onde for seremos pares. São três anos e dois meses de vida renovada, de alegria no rosto e fé, eu realmente posso ser feliz. Nossa festa de casamento? Agosto! Cinco meses de trabalho intenso para que tudo dê certo. Virginiana que sou, sei que enlouquecerei. Afinal é com os amigos que queremos compartilhar todo o amor que houver nessa vida, e algum trocado para dar garantia.

  • Carolina Guerra
    20 de fevereiro, 2014

    Então…conheci meu namorado tem 3 anos ou melhor tem muitos anos porque estudamos no Colégio Marista São José e temos muitos amigos em comum mas nunca estudamos na mesma sala e um belo dia no facebook ele me pediu para add e depois disso começamos a nos falar via msg, sempre comentando sobre a minha sobrinha que na época tinha 1 ano e a filha dele que tinha 2 anos. E com o passar do tempo ele acabou me convidando para sair e detalhe sabe o que foi que nos aproximou as crianças (filha dele e minha sobrinha) porque arrumamos a desculpa de levá-las ao teatro como uma forma de nos conhecermos melhor. E depois disso não nos desgrudamos mais rsrs e na véspera do carnaval de 2011, ele me pediu em namoro (como antigamente se pedia, “quer namorar comigo ?”) e eu não resisti e disse SIM rs e com isso agora dia 1 de março de 2014 iremos fazer 3 anos e com os planos de casamento para o próximo ano :). E sabe quem foi nosso CUPIDO ? A filha dele e minha sobrinha, que hoje são super amiguinhas !!! E seguimos nossos caminhos juntos e cada dia mais !

  • Giovanna
    21 de fevereiro, 2014

    Fabricio e eu nos conhecemos em uma balada, em Vitória (quem diz que não é possível encontrar o amor em baladas?). Como Vitória é uma cidade pequena, já tinha visto ele antes e me encantado, quando vi aquele sorriso lindo na minha direção novamente me derreti. O primeiro beijo já selou o início do relacionamento… não deu para nos separar mais! Bem, mais ou menos: dentro de um mês eu estava embarcando para os Estados Unidos, para uma temporada de trabalho de 5 meses. A distância física não nos desanimou. Foram muitaaaas horas no telefone, webcam e até aniversário foi celebrado pela internet, só meu rostinho na tela do computador como presença na festinha! Voltei para o Brasil, mas já de mudança para o Rio de Janeiro. E aí, era a hora da decisão. Não queríamos mais a distância e ele largou tudo e viemos juntos para a cidade maravilhosa. Já estamos há dois anos encarando todos os desafios juntos e amando tudo isso! Em agosto faremos nossa cerimônia e festa, lá em Vitória, para celebrar com todos nossos amigos e familiares o nosso amor!

  • Rebeca Oliveira
    21 de fevereiro, 2014

    Eu e meu amor estamos juntos há 6 anos, na realidade vamos fazer 6 anos juntos em agosto. Namoramos 5 anos e temo 1 ano de namoro. Nos conhecemos desde sempre, fazíamos aulas de música na igreja onde frequentamos e a cada dia fui me apaixonando por ele, mas éramos muito novinhos e ele nem me notava. O tempo passou ele aprendeu a tocar flauta transversal e eu violino, começamos a namorar depois do “com quem será” dos meus 15 anos. Tocamos juntos hoje em dia. Por termos começado a namorar muito jovens participamos muito da vida um do outro, das escolhas profissionais, como por exemplo. Cursamos a mesma Universidade (UFF), ele faz Matemática e eu curso Química, eu sei parece loucura, mas no meio de tantos números e fórmulas químicas nosso amor prevalece. HAHAHAA (só para descontrair). Vamos nos casar dia 10/01/2015, estou ansiosa são muitas coisas para resolver, fico ás vezes preocupada com as contas, casar é caro, mas eu sei que não importa como for será especial porque estaremos juntos e melhor Deus estará nos abençoando.

  • Rebeca Oliveira
    21 de fevereiro, 2014

    * 1 ano de NOIVADO! HAHAHA errei ali!

  • Bruna Araujo
    21 de fevereiro, 2014

    Olá,

    Meu nome é Bruna e eu namoro o Thiago há (acredite) 10 anos. Nós nos conhecemos em 2004 aos 18 anos. Hoje, ele com 28 e eu com 27 estamos noivos. Vamos nos casar na Igreja São Luiz Gonzaga e a festa será no Trio 19 no dia 08 de novembro. Estamos extremamente felizes, sempre dissemos um ao outro: “Por mim eu casava agora, pra sempre”. Nós nos conhecemos na escola e nunca mais nos separamos, compramos um apartamento e definimos a data, agora não vemos a hora de termos os nossos gatinhos de estimação, a nossa casa e uma vida inteira.

  • Val
    22 de fevereiro, 2014

    Nossa história é tão cheia de histórias que é um desafio escrever… Vou tentar pela 1º vez, afinal eu adoro desafios… Hahahah…
    Carnaval de Olinda de 2012 estava prestes começar e eu que moro e sou natural de Fortaleza, tinha prometido a uma amiga que iria com ela.
    Ela já tinha comprado o pacote de viagem desde novembro de 2011 e eu nada ainda, já estávamos em fevereiro, faltava apenas 1 semana para o carnaval. Na verdade eu não pensava mais em ir, eu estava trabalhando como assessora de imprensa de uma campanha que seria lançada nacionalmente após o carnaval, estava cheia de trabalho e tinha decidido que iria trabalhar no carnaval, o problema é que se eu não fosse essa minha amiga iria sozinha e lá ela não conhecia ninguém. Dois dias antes do carnaval a Mag(amiga)desesperada porque iria só e eu desesperada também, porque tive um problema no cartão de crédito e mesmo que quisesse não poderia mais ir . Eu e Mag trabalhávamos juntas e enquanto tomávamos café da manhã e conversávamos sobre o assunto, uma outra colega tirou o cartão da bolsa e me entregou, simples assim! Hahaha… Foi bem mágico nessa hora! Saímos pra comprar o meu pacote de viagem e em meio a nossa loucura junta, porque ela é louca… kkkkk!! Decidimos as fantasias!
    Dois dias depois, malas prontas e pé na estrada, ah levei milhões de coisas do trabalho e decidi que só iria curtir o dia de Olinda, porque a noite eu iria trabalhar e assim fiz… (Vou dá uma pausa na minha versão, pra contar o que aconteceu com o meu Cadu, dois dias antes do carnaval)
    Dois dias antes do carnaval, Cadu bateu o carro, ou bateram nele, na época ele trabalhava no Itaú, devem ter batido no carro dele na mesma hora em que nós em Fortaleza tomávamos café da manhã e minha colega me entregava o cartão… hahaha! Destino conspirando, já! hehehehe!
    Cadu sem carro, foi brincar o carnaval, indo de ônibus…
    Eu, como falei, estava brincando o carnaval só durante o dia… sábado, domingo… Domingo conhecemos uma turma maravilhosa, também aqui do Ceará e foi massa, esticamos o carnaval e o povo foi todo pro nosso hotel… Kkkkkkk, de lá todos foram pra Recife antigo e eu iria trabalhar, PORÉM, a Mag ofereceu o nosso quarto pra uma menina que estava cansada e não queria voltar pra casa… até hoje não entendi… kkkkk… Coisa de gente bêbada, eu achei estranho mas aceitei, tinham 3 camas no nosso quarto ai não vi problema dela ficar, o problema apareceu depois que a turma toda saiu pra curtir Recife antigo… A menina me perguntou se teria problema dela receber um paquerinha lá, gente eu pasmei na hora, fiquei sem ação, não sou careta não, sabe, + eu tinha acabado de conhecê-la e já estava tudo muito intimo… Kkkkkkkkk! Na hora fiquei tão sem ação, que disse que não teria problema, quando vi o cara já estava na porta do quarto, foi bem esquisito, eu fiquei tão constrangida que peguei o computador e disse que estava com problemas e ia na recepção resolver, isso aconteceu por volta das 23:00h, as 03:00h da madrugada eu ainda estava sozinha, triste, desconsolada e sem trabalhar na recepção do hotel, esperando a boa vontade de devolverem meu quarto… Decidi ligar pro quarto e assim que ela atendeu disse que ele já estava descendo, então subi, deitei e dormi…
    Na segunda acordei moooorta de cansada, parecia que eu tinha sido atropelada, a menina já tinha ido embora e a Mag estava no pique de carnaval, nos arrumamos, ou melhor nos fantasiamos, meninas adivinhem de que!! Kkkkkkkkkk!!
    A fantasia era de PEREIRÃO… kkkkkkk! Estávamos com macacões de mecânica, de boné, com ferramentas na cintura e pra completar um adesivo bem grande “MARIDAS DE ALUGUEL” kkkkkkkk! Por onde passávamos o povo fazia hora por conta do aluguel… kkkkkkkk! Estávamos bem feias… Kkkkkkkkk!!
    Eu não estava muito afim de ir, só fui porque a Mag insistiu muito, quando cheguei em Olinda não estava me sentindo muito bem e decidi voltar para o Hotel, sozinha e de ônibus coletivo, porque o ônibus do traslado só voltaria as 19:00h…
    Enquanto isso Cadu procurava a turma de amigos dele em Olinda e acabou não encontrando e decidindo voltar pra casa…
    Eu nunca tinha andado na cidade, principalmente de coletivo, não sabia nem como voltar pra o hotel… Mas como dizem que quem tem boca vai a roma, eu segui pra Boa Viagem… Hahaha… Sai correndo atrás do ônibus, pensem numa cena engraçada, eu de mecânica, com um monte de coisas na cintura, um adesivo bem grande, correndo atrás do ônibus no meio da avenida… kkkkkkkkk! O motorista parou, acho que ficou com pena… Kkkkkkkkkk… Quando eu subi a 1º pessoa que vi foi Cadu… \o/ \o/ eu “Marida de Aluguel” kkkkkk… E Cadu arrumadinho, bem a cara de bancário do Itaú… kkkkkkkkk! Ai meninas, lembro como se fosse hoje, como se fosse agora, ele não olhou pra mim… kkkkkkkkkkk! Mais também né? KKkkkkkkk!
    Depois de uns 15 minutos sem fazer a mínima ideia de onde eu estava, falei com o trocador do ônibus, e ele me mandou descer no lugar errado, sabe quando bate aquele desespero? Todo mundo já tava me olhando por conta da fantasia e agora eu estava perdida… Cadu conta que eu falei desesperada com o trocador, mas eu não lembro disso não… Só lembro de Cadu perguntando pra onde eu queria ir… Na hora eu estava tão aperreada que fui bem grossa com ele, falei logo o nome do hotel, ai ele todo doce, disse que ia descer no mesmo lugar que eu… Aaaaaaaaah, o trocador olhou com uma cara mandando eu não descer com Cadu… Eu queria reencontrar esse trocador,hhahahaha, convidaria ele pra o nosso casamento… kkkkkkkkk!
    Cadu começou a puxar papo comigo enquanto não chegava no local de descermos e eu de cabeça baixa, pow, eu tava com vergonha, ele todo bonitinho e eu toda destrambelhada…
    quando descemos do ônibus já estávamos no hotel ai ele falou que eu estava entregue… Hahahaha… (Nessa época eu estava meio que fazendo terapia com uma amiga que é psicologa a Carol, eu não conseguia me relacionar direito, tinha muito medo de me apaixonar e quando eu percebia que alguém tinha algum interesse em mim, eu logo me afastava, dai Carol passou semanas antes do carnaval, falando “Se permita” ela me ajudou muito, foram longas e boas conversas que tivemos).
    Quando Cadu foi se despedir de mim ele perguntou se eu aceitava tomar um açaí com ele na Beira Mar, era quase na frente do hotel que eu estava hospedada, na hora eu lembrei do que a Carol me falava, porém decidi não aceitar, só que eu disse SIM, eu juro que decidi não aceitar… kkkkk, mas respondi que sim… Não vejo outra explicação pro nosso amor, foi destino, é de Deus e já estava escrito… passamos cerca de 3 horas conversando na beira mar, andamos na areia, foi muito mágico, eu tentava arrancar o adesivo discretamente da minha fantasia e diminuir o glamor kkkkkk, do meu traje de gala naquele encontro tão bonito… kkkkkkkkkkk e Cadu não parava de tropeçar em tudo… Mas foi muito mágico, não ficamos nesse momento, mas já existia amor… Foi tão bonito que tanto eu como ele, lembramos exatamente da hora que de fato olhamos pela 1º vez um no olho do outro..
    Trocamos facebook e na mesma noite ele foi no hotel, agora a parte mais engraçada de todas… Ele a noite não me reconheceu… Kkkkkkkkkk!! Eu fiquei com cara de madeira… KKkkkkkkkk! Porém compreendi, durante a tarde eu estava horrorosa… O bom foi que ele se apaixonou por mim feia e depois disse que eu era uma boneca…
    Nossa, tem muita história ainda, acho que o próximo desafio é resumir né? Kkkkkkkkkk!!
    Mas tentando resumir, nosso 1º beijo foi no Marco Zero, entre os dois prédios mais lindos de Recife Antigo ao som ao vivo do Sr. Jorge… Hahahahah! Foi assim que tudo começou há exatamente 2 anos no dia 20 de Fevereiro de 2012… Tentei fugir dele depois, hahahah…mas foi mais forte que eu e eu me permiti.
    E assim começou a nossa história…
    :*
    Ah, quando eu aprender a resumir, conto o resto da história pra vocês… ;)

  • Mariana
    22 de fevereiro, 2014

    Cleber e Mari se conheceram no ano de 2004, isso mesmo, há 10 anos atrás!!

    Ainda adolescente, com 16 anos, Mari ficava atrás dos seus funks mellodies preferidos na internet.

    Um certo dia procurando um desses funks, descobriu Cleber no “orkut” e percebeu que ele tinha toda a coletânia de funk do planeta! Cleber é o maior funkeiro do mundo.

    Naquela época se adicionaram no “MSN” para trocarem músicas. Com o tempo, tornaram-se amigos e grandes confidentes virtuais. Mari hoje até dispensaria saber sobre algumas dessas confidências que o Cleber tinha para contar…

    Depois de 6 anos, Cleber resolveu passar férias no RJ e decidiram se encontrar. Era uma terça e tava chovendo pra caramba!!! Cleber estava animado com as férias e já tinha bebido “algumas”. Foi até a Mari com um papinho sem muito nexo e já mandou um beijo ali mesmo, debaixo da chuva! rs.

    O próximo encontro não poderia ter sido melhor do que em um show do DJ Malboro. A noite foi super divertida e depois desse dia, nunca mais se separaram. Estão juntos há 3 anos e 2 meses.

    Cleber adora música, Mari ama dançar e juntos fazem o par perfeito do batidão.

    Escolheram o dia 1/11/2014 para fazerem o maior baile da história!

  • Juliana Fajardo
    23 de fevereiro, 2014

    Trabalhei durante um ano sem notar sua presença, depois com a proximidade das atividades que desenvolvíamos nossas mesas se aproximaram e com ela a parceria. Os encontros pós trabalho eram cada vez mais frequentes e agradáveis, mas o rótulo de amigo sempre permanecia. Fui convidada por uma amiga para uma festa na Lapa e fiz questão da companhia do meu amigo. Por uma confusão ocorrida com o noivo da minha amiga,fomos parar na delegacia e na hora do depoimento, ao escutar o escrivão começar a ler tudo que havíamos falado por meia hora ” O casal Carlos Frederico e Juliana Fajardo relatou que…”
    uma estranha sensação surgiu ao escutar “o casal” e ficamos por minutos nos olhando sem nada escutar ao redor até que o escrivão interveio um tanto descontente aguardando a nossa confirmação e nós sorrimos levantamos e nos abraçamos. E já fazem 4 anos que estamos juntos, com o casamento marcado para outubro deste ano.

    • Natália
      24 de fevereiro, 2014

      Eu e o Rick, nos vimos pela primeira vez em festa julina, no bairro onde moro, só trocamos olhares, depois nunca mais nos vimos, passando mais de um mês depois, encontrei ele no face, por um amigo em comum, nos add e trocamos poucas palavras, fiquei desanimada, e desistir de achar ele, dai passou mais algum tempo, e no show do Gusttavo Lima em minha cidade, logo depois que acabou o show, eu estava saindo, conversando com a minha irmã, dai esbarro em alguém, adivinha quem era, kkk ele! Ficamos ali juntos, conversamos, trocamos telefones, marcamos um encontro para o dia seguinte, saimos, e três dias depois ele me pediu em namoro, e estamos juntos até hoje. Eu penso e falo pra ele, a gente já tava no destino do outro. Estamos juntos a 1 ano e 6 meses. Pensamos em nos casar, logo, rs!

  • Bruna Simões
    24 de fevereiro, 2014

    Então, nossa história é linda, engraçada, e fofa demais,
    No dia 22/02/2013, nós conhecemos, ele foi tocar (ele é pianista) na minha antiga igreja, por convite de um amigo nosso em comum, e nesse dia, eu nem estava afim de ir à igreja, mais por insistência de outro amigo, eu fui..me arrumei muito mal, fui com um rabo de cavalo(realmente, não estava afim)..chegando lá, ao entrar no templo, e já atrasada, avistei ele tocando..fiquei doida, na hora! E eu só pensava : que menino lindo! /Onw, ele toca *_*/ gente de onde ele surgiu? / que garoto perfeito! ..e desse jeito foi o culto todo..
    No fim do culto, fomos apresentados informalmente, mais nem o nome dele fiquei sabendo! Não tive coragem de perguntar ao nosso amigo também..saí, fui lanchar coma amigos, e quando cheguei em casa me deparei no Facebook, uma postagem desse amigo marcando outros 2 rapazes..fui ver, e pronto! Achei ele, aquele lindo menino, de olhos claros, que era charmoso, bem vestido, educado, e de Deus! Ele se chamava Vinicius Ferreira, que um tempo depois descobri que era Marcos Vinicius ..rs
    Então, eu (super caras e pau) adicionei, na mesma hora! Alguns minutos depois, ele me chama no chat e pergunta de onde eu o conhecia e tal, super educado. Eu disse que era da igreja onde ele tinha ido tocar e tal..e de lá pra cá, nunca mais nós deixamos de nós falar! Nenhum um diazinho!
    No início, nós logo percebemos que éramos TOTALMENTE diferentes.
    Ele me achou um patricinha, cheia de ‘não me toques’, e eu achei ele um chato, de coração frio. E assim fomos nós conhecendo durante 23 dias..e nesse tempo eu já orava por ele, porque mesmo achando ele muito chato, eu o achava lindo, e algo dentro de mim queria conhecê-lo melhor..então eu sempre pedi a vontade de Deus. Confesso que as vezes eu ficava desacreditada, e super mal, te porque discutimos feio umas 3x..ele não me aguentava e eu também não aguentava ele. Não combinávamos, não nos suportávamos..e brigamos essas vezes, mais algo me chamava atenção, ele sempre me procurava para pedir desculpas, com lindos textos enormes por mensagem no facebook.
    E eu bobinha, não entendia o porque ele sempre me procurava em algumas horas..não ficamos nem 1 dia sem nós falar.
    Na semana do dia 15/03/2013..na terça-feira ele me convidou para sair, dar um passeio..conversar, mais eu só podia na sexta-feira e de 8h da MANHÃ, as 13h..e SIIIIIIM, ele topou na hora, por incrivelmente eu pareça, eu achei que ele estava de onda com a minha cara..então, no dia 15/03/2013, uma linda e ensolarada sexta-feira, as 8h da manhã estávamos no Shopping que é ao lado da minha faculdade para tomar café juntos..
    Aí, você me pergunta, qual é a parte engraçada ?
    Ta aí a resposta: nesse dia, eu tinha marcado de colher meu exame de urina e levar ao laboratório..eu me atrasei para encontrar com ele porque minha mãe não quis me deixar colher outro dia..então, eu tive que colher..e meu xixi estava dentro da minha bolsa, mais compõe eu atava atrasada eu preferi avisar a ele que eu ia demorar meu alguns minutos porque tinha que ir ao laboratório, pessoalmente. Maaaaaaas ele não me deixou ir sozinha de forma nenhuma, então no nosso primeiro encontro, ele foi comigo, inacreditavelmente, levar meu xixi no laboratório para análise. Estávamos um olhando pro outro e sem saber o que dizer, onde enfiar a cara..os dois super sem graça..foram minutos hilários, daí, graças a Deus, essa parte acabou, e queríamos tanto estar juntos que isso não atrapalhou em nada. Fomos tomar café um pub em frente a faculdade, e ficamos lá durante umas 4horas..comemos, rimos, nós abraçamos pela primeira vez, conversamos muito, discordarmos demais sobre assuntos diversos, mais falamos sobre tudo! Nós sempre falamos sobre tudo, sem tabus, numa cumplicidade incrível, até hoje nossa cumplicidade só aumenta. De lá fomos ao Shopping, dessa vez um maior, com muito mais coisas..e decidimos por almoçar no buguer King (eu nunca havia comido lá)..fizemos o pedido, e enquanto esperávamos..no meio de conversas, carinhos, ele me beijou, inesperadamente, e foi um beijão! Fiquei sem graça, mais correspondi..foi tão lindo, carinhoso..inesquecível!
    Logo depois eu viajei, fiquei 3 dias fora..na serra de macaé, com minha família. Lá não tem internet, não pega celular..então ficamos 2 dias sem nós falar, mais eu..hahahaha, eu só pensava nele, sonhava acordada com seus beijos, seu abraço, e com seu cheiro, sim, ele é muito cheiroso! Na volta, assim que o meu celular voltou a pegar, mandei uma SMS pra ele, perguntando como tinha sido o feriado..e tudo mais, e recebi uma resposta bombástica, que tirou meu chão! Ele havia ido ao cinema com uma ‘amiga’..fiquei arrasada! Sim, eu já estava sentindo ciúmes dele. Gelei, e fiquei fria com ele..quando eu cheguei em casa, fomos conversando e eu já achando que tudo tinha se perdido, eu já estava gostando dele e ele saindo com outra?! E ainda me contando isso na maior cara de pau ?! Desconstrui na minha mente tudo o que tinha pensado sobre ele até ali. Maaaaaaaaaaas, ele percebeu, e me explicou que era somente uma amiga mesmo, de longa data..e que eles nunca tiveram NADA, e riu de mim, me disse que eu era boba, e que ele nunca faria isso comigo..depois de tudo isso, foi inevitável não me apaixonar por ele! Ele era o príncipe encantado, perfeito, cheiroso, educado..e lindo!!!
    Depois disso, sempre que conseguíamos um horário nós nos víamos..e já estávamos juntos..mais só no dia 31/03/2013, ele me pediu em namoro, depois do culto na igreja de uns amigos, e eu achei que ele estava brincando..me zoando..como sempre, nunca acho que é real..rs
    Oficializámos..ele conheceu minha família, eu a dele..e todo o nosso relacionamento foi lindo, é lindo, e sempre vai ser assim. Com 2 meses de namoro, já falávamos de casamento, com 4 marcamos a data!
    A nossa data, 15/08/2015. Hoje, já fez 1 ano que nós conhecemos, mais nem tem 1 ano de namoro, e já escolhemos o local da festa, da cerimônia, já convidamos nosso pastor..contratos fechados! Muitas reuniões com fotografo, com maquiadora, degustação..e tudo mais! Fase de juntar dinheiro, de não sair com os amigos para juntar grana! De honrar as prestações, e todos os contratos, e cuidar na nossa casa! Está tudo sendo muito gostoso..com ele ao meu lado, tudo fica perfeito!

    Nosso dia será lindo..e curtir todo esse momento de preparativos está sendo maravilhoso! Estamos escolhendo tudo juntos! Ele é publicitário, e design ..tem muito bom gosto e me ajuda em cada detalhe, como no convite que fizemos para o nosso pastor, que amou e disse que nunca viu um convite tão lindo e criativo!

    O meu Vini, é um presente de Deus pra mim, companheiro, cúmplice, meu melhor amigo..meu porto seguro, meu ombro amigo, meu suporte..além de namorado, quase noivo! (Quase porque o nosso noivado está sendo preparado, em cada detalhe)
    Fazer um ensaio com ele seria poder registrar, e eternizar toda a nossa felicidade! Que é muita, e todos comentam! Rs..

    Essa música dá uma resumida na gente:
    É do Thiago Grulha, e quem canta é o Paulo César Baruk e a esposa dele a Rebeca Neemer.

    ‘Ele é discreto e quase sempre resumido no que diz.
    E ela não perde nenhuma chance de mostrar que é feliz.
    Ele é claro, objetivo e consegue se explicar.
    E ela é claro, é um mistério que ele ama desvendar.
    Dá pra ver que eles se amam
    Que se completam pra valer
    Os amigos sempre falam
    Que amor bonito de se ter

    E eles cantam, cantam tão lindo, cantam sempre com amor.
    E de mãos dadas vão caminhando pra o futuro que Deus vê

    Dá pra ver que eles se amam
    Que se completam pra valer
    Os amigos sempre falam
    Que amor bonito de se ter

    E quando se abraçam
    Os mundos se aproximam
    E é só risada e brincadeira
    Amor pra vida inteira’

    Somos exatamente o que diz nessa música, o oposto que se atraiu e não desgrudou mais!

  • Natália
    24 de fevereiro, 2014

    Eu e o Rick, nos vimos pela primeira vez em festa julina, no bairro onde moro, só trocamos olhares, depois nunca mais nos vimos, passando mais de um mês depois, encontrei ele no face, por um amigo em comum, nos add e trocamos poucas palavras, fiquei desanimada, e desistir de achar ele, dai passou mais algum tempo, e no show do Gusttavo Lima em minha cidade, logo depois que acabou o show, eu estava saindo, conversando com a minha irmã, dai esbarro em alguém, adivinha quem era, kkk ele! Ficamos ali juntos, conversamos, trocamos telefones, marcamos um encontro para o dia seguinte, saimos, e três dias depois ele me pediu em namoro, e estamos juntos até hoje. Eu penso e falo pra ele, a gente já tava no destino do outro. Estamos juntos a 1 ano e 6 meses. Pensamos em nos casar, logo, rs!

  • Luciana
    25 de fevereiro, 2014

    Eu e o Biel nos conhecemos desde muito novos na igreja, nos aproximamos depois de alguns problemas sentimentais e nos tornamos grandes amigos conselheiros um para o outro, rs de uma amizade verdadeira nasceu um grande amor, hoje estamos juntos há 1 ano e meio e ficamos noivos no último final de semana, estamos muito feliz e mega empolgados com o casamento que acontecerá em setembro deste ano ♥

  • Liliam Ferreira
    25 de fevereiro, 2014

    Irei tentar resumir a minha história com o Leandro..
    Tudo começou há uns 10 anos atrás, em um finalzinho de tarde que eu sai da minha casa para utilizar um orelhão na minha rua, e eis que me vem um rapaz falar comigo. No início não dei bola, mas a insistência e o bom papo, me envolveram. Depois de uma semana de bate-papo,marcamos um jantar.. o que era para ser romântico, virou um desastre, eu nervosa, sem querer esbarrei no copo de suco e acabei me molhando e molhando ele, mesmo com minha “estabanisse” após um mês iniciamos nosso relacionamento… namoramos, noivamos e fazíamos planos para casar, só que minha imaturidade e os ciúmes dele, só permitiu que nosso relacionamento durasse 3 anos. O tempo passou e depois de 7 anos sem ter contato, nossos caminhos se esbarraram e graças ao Facebook. Nos reencontramos depois de muitas conversar on-line e por telefone. Quando finalmente nos encontramos pessoalmente, meu coração, inexplicavelmente, bateu forte e percebi que o mesmo aconteceu com ele. Desde então não nos separamos mais. Iremos fazer 3 meses juntos e nos planejamos para casar o mais breve possível. Desta vez eu acredito que a nosso união seja para sempre!!

  • Livia Mascarenhas
    27 de fevereiro, 2014

    Bem, como resumir em poucas palavras nossa história?

    Meu primeiro, único e eterno namorado, conheço o Victor há muitos anos, mas só de vista. Nos vimos algumas vezes na Igreja dele e eu só o admirava de longe, sem nunca imaginar que era recíproco, rs. No dia 1º de maio de 2010, nos falamos direito pela primeira vez.Conversamos um pouco mas ficamos até setembro sem nos ver ou falar e mesmo assim eu não conseguia parar de pensar nele. O tempo passou, nos conhecemos melhor e no dia 09 de dezembro de 2010 nos beijamos pela primeira vez. Desde então não nos largamos mais. Começamos a namorar e depois de caminharmos tanto tempo juntos, no dia 22 de setembro de 2013, ele me surpreendeu da maneira mais linda do mundo: passamos por vários lugares que tinham algum significado para nosso relacionamento: ruas, praças,etc. Ele muitíssimo preocupado com a hora, olhava todo o tempo para o relógio e começou a falar sobre o Equinócio de Primavera, um evento astronômico que marca a passagem do inverno para a primavera. Ele me explicou que isso aconteceria naquele dia, às 20h44. Quando chegamos no local onde ele me pediu em namoro, ele me abraçou bem forte, disse que me amava e que queria construir uma vida comigo e que aquele momento marava o início de uma nova estação nas nossas vidas. E exatamente às 20h44 ele tirou do bolso uma caixinha com as alianças e fez o pedido mais lindo do mundo: quer casar comigo? E desde então, não consigo contar um dia na minha vida em que mesmo que nada fosse bem, que eu não sorrisse ao pensar nele e sentisse a certeza de que foi Ele quem Deus escolheu pra mim.

  • Flavia Duarte Braga
    27 de fevereiro, 2014

    Eu e Moacyr nos conhecemos no trabalho. Foi aquela troca de olhares que faz o coração bater mais forte. Mas ele tinha namorada, uma pena mas vamos ver no que vai dar. Foi quando tudo mudou. Tivemos um contato maior e saímos depois do trabalho para tomar um chopp. Depois desse dia, ficar longe um do outro era impossível. Mas ele ainda tinha a namorada. Foram meses de agonia e no final tudo deu certo, ele conseguiu terminar parta ficarmos juntos. Em 2014 vamos completar 4 anos. Temos 9 anos de diferença, motivo que me preocupou muito no incio da nossa relação, mas mostrou que essa diferença pouco interfere no amor que sentimos um pelo outro. Mas hoje ter Moa fazendo pate da minha vida foi realmente um presente. Nossa relação passou por um fase tensa e ficamos separados por alguns meses, um separado junto, nós víamos direto. Hoje estamos juntos novamente e pudemos perceber que nossa relação precisou de uma boa sacudida para mostrar a verdadeira razão da nossa união. Mostrou o quanto o amor que sentimos um pelo outro é mais forte e queremos dar sim um rumos diferente de uma simples relação namorado namorada. Hoje nossa relação tem outro foco, somos agora um casal na conquistar de “FELIZES PARA SEMPRE”. Esse momento de “Crise” mostrou o quanto estamos deixando a relação ser mais forte e deixando a Flavia e Moacyr de fora. Afinal Flavia tem uma vida, Moacyr tem uma vida, Flavia e Moacyr juntos tem uma vida. Isso foi o que precisamos perceber. Percebemos o quanto fomos parceiros ao perceber nossas dificuldades na relação e voltar firmes e fortes ajustando as arestas. Flavia e Moacyr hoje se amam muito e hoje sim esta tudo mais gostoso, mas dengoso, mas amoroso, mas tranquilo. Obrigada SENHOR por nos mostrar o quanto o Amor bate forte nos nossos corações e com sua benção poder receber a Glória de uma futura UNIÃO. Onde vamos poder ter uma família com muito amor.
    Obrigada

    • Pr
      27 de fevereiro, 2014

      Olá passando para compartilhar com vocês uma história linda. Muitos podem até pensar que é uma invenção ou uma mera coincidência. Mas é uma história escrita por Deus. Irei contar as partes mais importantes e serei breve nela, pois o completo você verá no vídeo se eu ganhar.

      Era uma vez…. Dois Jovens Priscila (eu) e o Roberto (meu noivo), que congregavam na mesma igreja, que viviam a se olhar, mas nunca chegavam ao outra para se cumprimentar. Trocarem olhares, risos, mas não se passava disso. Priscila imaginava por ela ter 12 anos e o rapaz 16 anos, o mesmo jamais olharia pra ela, mas também já sabia que ele estava mesmo interessado em outra pessoa. Por Priscila ser tímida, acanhada, na dela e a outra garota ao contrário dela, ele resolveria ficar com a outra menina, é claro. Mas com o passar dos meses, aconteceu algo muito terrível na família de Priscila, que fizera ela se mudar daquele bairro, deixando assim tudo que ela havia construído amigos, primos, história, igreja, e principalmente a paixão imaginária por Roberto. O tempo passou, anos se passaram, Priscila e Roberto construirão histórias diferentes e com os caminho totalmente de diferentes. Mas certo dia, em uma nova igreja que se abriu em Vicente de Carvalho, que eu fui visitar, pois estava afastada dos caminhos do Senhor. Que olhei que conhecia aquele povo, aquelas pessoas. Eram as mesmas que fizeram parte da congregação que eu freqüentava quando mais nova. Mas algo despertou o meu olhar… Lá na frente, tocando guitarra, cantando, sorrindo para o povo da igreja.. Lá, bem lá no canto, estava ele, o Roberto. Quando eu o vi, fiquei maravilhada ao saber que aquela minha paixão de adolescente havia ressuscitado novamente. A partir de então, foi novamente trocas de olhares, sorrisos, porém já estávamos maduros o suficiente para chegar ao outro e foi quando ele me convidou para sair, e desde então nunca mais nos separamos. E iremos agora nos casar, no final deste ano, para Glória e Honra do Senhor.

      Só tenho que agradecer ao meu Deus, pois não existe o por acaso ou o destino. Existe Deus em nossas vidas e foi Ele que escreveu essa história, apesar de termos seguido e escolhido seguir caminhos diferente. Mas o Deus une, homem algum separa.
      Fim..
      Beijinhos e tenham uma ótima tarde

  • Júlia
    27 de fevereiro, 2014

    Conheci meu noivo Igor, no play do meu prédio.
    No primeiro dia em que ele apareceu no play, olhei para ele e parecia que eu já o conhecia de algum lugar, mais não o conhecia, a primeira reação dele foi perguntar quem eu era, e se eu estava namorando o menino que estava do meu lado, e eu estava namorando.
    Ele fez uma cara de que não estava acreditando, ele se achava o melhor, marrento, grosso e tudo que a de ruim,rs.
    Com o passar do tempo, fomos nos conhecendo e ficando mais intímo, então ele persistia em implicar comigo, a vontade que eu tinha era de matar ele. O verdadeiro amor e ódio, então começou rolar fofocas que eu estava querendo ficar com ele, então eu terminei com o meu namoradinho e um tempo depois fiquei com ele.
    Ficamos a primeira vez na praia do leme, um beijo, uma sensação de que aquele sentimento era único, que eu nunca senti algo tão mágico quanto aquele beijo. E hoje estamos noivos e vamos nos casar em Abril! E posso dizer, que encontrei um marido maravilhoso, que hoje esta muito dificil! rsrs
    É muito bom ler essas histórias de destino.Vejo muitas mulheres e homens que não acreditam mais no amor, e isso é muito triste. Vamos lutar para que o amor continue, porque a cada dia que passa não vejo mais amor, nem amor próprio nas pessoas, com o amor podemos mudar o mundo!

  • Rachel Medeiros
    27 de fevereiro, 2014

    Nada mais justo que um ensaio fotográfico profissional para um casal que se conhecer através de uma fotografia.
    Entreguei uma foto, como forma de lembrança, para um amigo nosso em comum e ele a colocou no mural do seu quarto. Meu atual marido a viu e falou que queria me conhecer.
    Nos conhecemos no Natal de 2006 e eu confesso que não dei bola pra ele. Nos tornamos amigos, muitos chopes, festas, saídas e ele sempre muito tímido por sermos amigos nessa época. Uns anos se passaram e dessa vez eu que me interessei por ele. Tive que ser bem direta e dizer que estava afim, já que ele nos via apenas como amigos. Saimos 2 vezes e nada a mais rolou. Sempre ficava um clima no ar, mas ele muito timido nunca tinha iniciativa. Assim, tive que atacar novamente. Fui em um aniversário dele e dali nunca mais nos separamos. Começamos a namorar numa sexta-feira, 13 de julho/12. Em setembro, mais uma vez com muita iniciativa, ataquei novamente e o pedi em casamento. Sem tanta surpresa, ele aceitou. Marcamos a data do casamento para 13 de julho de 3013. E assim foi. Nos casamos no dia em que fizemos 1 ano de namoro e nunca fui tão feliz em uma atitude. Há aqueles que dizem que somos loucos em casar em tão pouco tempo. Assumo, sou louca. Louca por ele. Louca pelo homem que me faz a mulher mais feliz do mundo. O homem que não me completa e sim me transborda.

  • Letícia
    27 de fevereiro, 2014

    Conheci o Jefferson numa micareta em 2008, tinha saído de um longo relacionamento na época, então não queria nada sério, demos uns beijinhos e só, e depois disso em uma outra micareta, o encontrei novamente e ficamos mais uma vez e todas as micaretas que fui após isso,e até em algumas festas e baladas nos encontrávamos, nunca nada marcado, simplesmente acontecia, isso porque são lugares lotados mas acredito que o destino quis assim. No fim de 2011 ele começou a puxar mais assunto via facebook do que o normal, e acabamos marcando de sair no início de janeiro de 2012, fomos a um barzinho e um casal de amigos dele nos encontrou lá, e ali mesmo fui apresentada como namorada, o que não era, mas fiquei quieta. Dali partimos para uma festa de amigos dele, onde todos já sabiam quem eu era e mas que era a namorada dele, assim fui apresentada a noite todo para todo mundo. No fim da noite, quando estávamos sozinhos, ele veio me perguntar se eu queria namorar com ele, eu ri brincando com ele e disse que pelo visto já estava namorando antes mesmo de me perguntarem se eu queria, afinal todos sabiam menos eu! Mas aceitei o namoro, e honestamente sem achar que iria muito a frente,e hoje continuamos juntos, nos damos extremamente bem, pois temos os mesmo gostos e sabemos conciliar nossas diferenças muito bem, temos um amor maravilhoso que trouxe muita paz para nossos corações e estamos noivos e planejando nosso casamento! Isso tudo porque dizem que não sai relacionamento sério de micaretas! rs… Somos a prova viva que sai sim.. inclusive casamento!!

  • Lorena Ferrari Secchin
    27 de fevereiro, 2014

    Eu e o Ciro nos conhecemos em 2007 em Viçosa quando ele era calouro. Ele começou a frequentar o Grupo de Oração que eu ajudava e achei o jeito brincalhão dele bem interessante. Com o passar do tempo começamos a nos esbarrar com mais frequência no campus da universidade e em eventos da Capela. Numa dessas ocasiões, tinha visto ele correndo com uns amigos e pedi pra ele me chamar quando ele fosse. Nisso, nos aproximamos bastante e viramos amigos com o tempo. Mesmo sem combinar, nos encontrávamos e implicávamos um com o outro e trocávamos muitas mensagens pelo celular. Nesse meio tempo chegou o feriado e cada um foi pra sua casa e a saudade bateu. Foi o final de semana de troca de mensagens. Sabíamos de tudo que o outro estava fazendo. Nessas mensagens, fizemos uma aposta de quem levaria a foto do por-do-sol mais bonito. O retorno do feriado foi uma saga para mim. Demorei o dobro pra chegar em Viçosa, e o almoço no RU que tínhamos combinado, passou a ser a missa da Capela. Depois da missa, sentamos pra conversar e contar do feriado e ver quem tinha ganho a aposta. Como eu não tinha tido tempo de fazer nada, ele ganhou e como prêmio, pediu um beijo. Ele me pediu em namoro no mesmo dia (15/10/07) e estamos juntos desde então. Juntos, mas separados pela distância. Hoje ele, que é mineiro, trabalha no Paraná e eu voltei para o Espírito Santo. Ficamos noivos em setembro do ano passado e nosso casamento está marcado para 23/08/14, quando enfim poderemos ficar juntos para sempre!

  • Priscila
    27 de fevereiro, 2014

    Olá passando para compartilhar com vocês uma história linda. Muitos podem até pensar que é uma invenção ou uma mera coincidência. Mas é uma história escrita por Deus. Irei contar as partes mais importantes e serei breve nela, pois o completo você verá no vídeo se eu ganhar.

    Era uma vez…. Dois Jovens Priscila (eu) e o Roberto (meu noivo), que congregavam na mesma igreja, que viviam a se olhar, mas nunca chegavam ao outra para se cumprimentar. Trocarem olhares, risos, mas não se passava disso. Priscila imaginava por ela ter 12 anos e o rapaz 16 anos, o mesmo jamais olharia pra ela, mas também já sabia que ele estava mesmo interessado em outra pessoa. Por Priscila ser tímida, acanhada, na dela e a outra garota ao contrário dela, ele resolveria ficar com a outra menina, é claro. Mas com o passar dos meses, aconteceu algo muito terrível na família de Priscila, que fizera ela se mudar daquele bairro, deixando assim tudo que ela havia construído amigos, primos, história, igreja, e principalmente a paixão imaginária por Roberto. O tempo passou, anos se passaram, Priscila e Roberto construirão histórias diferentes e com os caminho totalmente de diferentes. Mas certo dia, em uma nova igreja que se abriu em Vicente de Carvalho, que eu fui visitar, pois estava afastada dos caminhos do Senhor. Que olhei que conhecia aquele povo, aquelas pessoas. Eram as mesmas que fizeram parte da congregação que eu freqüentava quando mais nova. Mas algo despertou o meu olhar… Lá na frente, tocando guitarra, cantando, sorrindo para o povo da igreja.. Lá, bem lá no canto, estava ele, o Roberto. Quando eu o vi, fiquei maravilhada ao saber que aquela minha paixão de adolescente havia ressuscitado novamente. A partir de então, foi novamente trocas de olhares, sorrisos, porém já estávamos maduros o suficiente para chegar ao outro e foi quando ele me convidou para sair, e desde então nunca mais nos separamos. E iremos agora nos casar, no final deste ano, para Glória e Honra do Senhor.

    Só tenho que agradecer ao meu Deus, pois não existe o por acaso ou o destino. Existe Deus em nossas vidas e foi Ele que escreveu essa história, apesar de termos seguido e escolhido seguir caminhos diferente. Mas o Deus une, homem algum separa.
    Fim..
    Beijinhos e tenham uma ótima tarde

  • Shaiana do Valle
    27 de fevereiro, 2014

    Conheci o Rafa no trabalho em 07/2011. Ele era e é muito tímido e nunca imaginei que chegaria até mim… o nosso “cupido” foi o MSN rsrs. A coragem para me chamar para passear veio somente em novembro e em poucos dias descobrimos que não podíamos mais viver um sem o outro! Passamos por muitas dificuldades inclusive problemas sérios de saúde com ele … Enfrentamos tudo isso sempre juntos! Em 05/2012, com grande cara de pau, comprei um par de alianças, vesti uma lingerie sensual de noivinha e pedi ele em casamento rsrs Ainda não conseguimos marcar a data do grande dia, mas tenho certeza que será muito em breve! Nos amamos muito e não conseguimos mais viver um sem o outro. Rafa, te amo!

  • july anne
    27 de fevereiro, 2014

    Nos conhecemos desde pequenos,ate q um dia fui em uma festa na igreja com minha prima e ele estava la.Quando cheguei da festa comecei a conversar pelo msn e depois de duas semanas começamos a ficar e estamos juntos desde então…no mês das noivas sera nosso casamento e eu queria muito umas fotos nossas bem especial para passar no telão com o vídeo q vou fazer nosso.

  • Camille Rocha Watanabe
    27 de fevereiro, 2014

    Estou há uma semana tentando escrever a história que me mudou, mostrando o que é Amor,o que é ser Companheira, ser Amiga, e ser uma grande Amante. Palavras poderiam resumir o que estamos VIVENDO, mas não seriam suficiente para descrever a nossa história.
    Não temos anos de namoro, nem meses intensos… apenas 3 anos de muitas brigas, de muitos carinhos, mas principalmente de muito companheirismo e dedicação.
    Tudo começou com um tal de Japonês. Não um homem japonês, mas o idioma. Sou professora de português durante a semana e aos sábados professora de japonês. Ele é daqueles carinhas que é fissurado na cultura, desenho oriental, eu sou daquelas que repudia uma pessoa que é fissurara na cultura e desenho japa. E o nosso encontro não foi simplesmente uma pessoa que quis aprender um idioma estranho e apareceu em um curso.
    Não me formei em japonês a toa, sou mestiça, neta de japa. Tudo começou quando meu primo passou para universidade e precisava de um lugar mais próximo para morar. Eu e minha mãe oferecemos a nossa casa e ele veio morar conosco…. depois de um ano, o meu primo conseguiu uma república mais perto da universidade dele. Como disse república… só homens e um dos “colegas” da república se ofereceu a ajudá-lo com a mudança.
    Era verão, estava na rua e toda desarrumada… quando chego em casa, vejo dois homens no quarto desmontando tudo. Um deles eu conhecia, era o meu primo. O outro que tinha um sotaque de mineiro nunca tinha visto. Esse mineiro viu as minhas coisas do curso de japonês e começou a puxar papo!! Conversa vai, conversa vem…. depois e um ano resolvemos sair! Eee…..
    E estamos até hoje… Com um novo propósito: Casar!! Não encontramos a metade da laranja, nem a tampa da panela, apenas somos dois amantes que sabem reconhecer no outro a felicidade, o porto seguro, a vontade de estar juntos mesmo com os defeitos de tirar do sério.
    Essa é a nossa história.

  • Luana
    28 de fevereiro, 2014

    Bem, mesmo já tendo muitas histórias, acho que ainda da tempo de contar um pouquinho da nossa. Nos conhecemos logo no primeiro dia de aula da faculdade. Eu, a menina certinha que chegava cedo e sentava na primeira cadeira. Ele, o cara atrasado que adorava fazer brincadeiras e falar com todos. A princípio, não nos enturmamos. Ele gostava de sentar lá no fundão e eu o julgava ser mais um daqueles que “não quer nada”. No entanto, fomos nos aproximando pelas pessoas ao nosso redor. Fomos virando colegas e, nas conversas com a galera, compartilhávamos nossos feitos e aventuras casuais pelas noitadas a fora. Aos poucos, fomos conhecendo o verdadeiro “eu” um do outro e enxergando aquilo que mais ninguém podia ver. No fundo, já estávamos cansados de trilhar caminhos incertos e queríamos só um colo no qual pudéssemos repousar. A menina certinha, na verdade, só estava um pouco carente. E o atrasado, na verdade, era apenas um trabalhador, que madrugava e trabalhava o dia inteiro para, ao final do dia, tentar chegar a tempo na faculdade. Aos poucos, fomos vendo as qualidades um do outro e nos aproximávamos mais em mais. Até que, num dia de prova, ela percebeu que não havia se saído tão bem quanto esperava (menina certinha.. queria sempre um 10) e estava um pouco cabisbaixa. Ele notou e, já conhecendo seu lado emotivo, disse que não a deixaria ir para casa chorar sozinha. A levou para um passeio no shopping. Lá eles riram, se divertiram.. ela até esqueceu da prova ruim. E, então, quando faltaram as palavras, tudo aconteceu. O encaixe perfeito de um beijo, como se tivessem sido feitos um para o outro. E, assim, foi nascendo uma linda paixão. Ir a faculdade se tornava cada vez mais interessante e não nos desgrudávamos. Viramos cúmplices, companheiros. Conhecemos cada cantinho escondido da faculdade. E aos poucos víamos que o sentimento ficava cada dia mais forte. Até que, no dia dos namorados, oficializamos nosso relacionamento. Pela primeira vez, ele fazia um pedido oficial de namoro.. e foi simplesmente lindo. Hoje, já nos formamos. Enfrentamos juntos esta batalha.. e vencemos. Infelizmente, estamos separados. O dever de servir à pátria o levou para quilômetros daqui. Mas nosso corações continuam mais unidos a cada dia. Sempre que a saudade aperta, damos um jeitinho de estarmos juntos. E não vemos a hora dele voltar para nossa cidade e, então, podermos oficializar esta linda história diante de Deus, começando, assim, nossa linda família. Família Oliveira Andrade.

    Adoraríamos registrar nosso amor através das suas lentes!

  • Abilaine
    28 de fevereiro, 2014

    ANSIOSA COM O RESULTADO, TO ATUALIZANDO A PAGINA, 24 HORAS LIGADA NO SITEEEE, NOIVAS A FLOR DA PELE <3

  • Fernanda
    28 de fevereiro, 2014

    Bem tudo começou em um dia em que no facebook eu procurava um fotografo para fazer um book meu. Nesta procura encontrei a página do Bruno, primeiramente o trabalho dele me encantou e como eu trabalhava num estúdio de fotografia todas as fotos me encantaram, principalmente a dele de perfil. Até o momento não tive interesse nele, mas começamos a conversar e entre conversas, músicas e ligações meses depois resolvemos nos encontrar. Ele é de Petrópolis e eu aqui do RJ mesmo, subi a serra com um friozinho na barriga doida pra encontrar a pessoa por quem me encantei.
    E depois de uma hora de viagem ate Petrópolis, o encontro me esperando na rodoviária e dai por diante 2 anos e meio se passaram de apenas um encontro casual na rodoviária, de paquera, a namorado e a noivos :)

  • Renata Souza
    28 de fevereiro, 2014

    Que pena que já saiu o resultado, vi a promoção na noite do dia 26 pela net no celular, li todas as historias de amor,todas lindas… umas mais surpreendente que as outra.
    hj que mh net do pc voltou, corri agora pra colocar mh historia de amor mas infelizmente ñ deu tempo. Parabéns a vencedora e desejo toda felicidade a todos os casais, assim como sou feliz com o meu noivo…bjs!!

    • manoela
      3 de março, 2014

      Obrigada Renata, por ter contado sua história conosco pelo simples prazer de compartilhar o amor. Torço muito pela felicidade de vcs e tenho certeza que será um lindo casamento,
      Um beijo,
      Manu

  • Renata Souza
    28 de fevereiro, 2014

    Manoela Cesar peço sua licença, eu sei que já saiu o resultado mas infelizmente ñ deu tempo de postar antes, por causa da falta de net no meu pc…. mas reservei um tempo pra escrever mh história de amor e eis ela aqui.Muito Obrigada e parabéns pelo sorteio.

    Minha historia de amor começou em 2002 quando tinha 13 anos e o Jorge 18. Ele se mudou pra cidade onde eu morava, mas não falava comigo, era metido q só ele e olha q convivíamos nos mesmos lugares pq alguns primos dele são primos de primos meus; frequentávamos a casa da mh tia, é lá q acontecia as reuniões de família. Ele passava por mim nem um ‘bom dia’, acho q era por causa da mh pouca idade.
    Eu menina sonhava com o príncipe encantado, com o amor, com uma bela casa e filhos lindos! Sonho de menina. E nesse meu mundinho nem percebi q ele começou a me olhar de um jeito diferente e a se achegar. O nosso cupido foi uma prima, ele conversou com ela e combinou tudo e eu nem desconfiei. Num belo dia eu toda atarefada, ele entrou de porta adentro, puxou assunto eu nem aí, conversou um tempo eu pouco respondia, e continuei atarefada não parei p/ dar atenção a ele, ele ali sentado na varanda da mh cozinha. No final do assunto me pediu um beijo, surpresa respondi: Não sei! Fui ao quarto da mh mãe pra pegar algo, e depois voltaria pra cozinha. Ele me seguiu eu ñ percebi, me surpreendeu pegou pelo meu braço me virou e me beijou, ousado me segurou entre ele e a parede eu tentando empurra-lo ñ consegui me rendi ao seu beijo. Foi o nosso primeiro beijo e logo ali dentro do quarto de mh mãe.
    Passou um tempo com as férias fui p/ Niterói na casa dessa mh prima, depois de uns dias quem aparece lá com uma cara de pau, de mala e cuia, mh tia espantou aquele rapaz na casa dela! Minha prima conseguiu contornar tudo, naquele momento começamos a nos conhecer, conversar, trocar cartas, isso mesmo ele me mandava cada carta linda, romântica com o cheiro do perfume dele (tenho-as até hoje). Ele percebeu o sentimento q nos unia era diferente e me disse q ia me pedir em namoro a mh mãe; eu disse a ele q mh mãe ñ iria deixar pq era muito nova! Ele insistiu e no dia 20/09/02 foi a mh mãe me pedir em namoro, como já havia dito mh mãe ñ quis, mas eis o cupido prima novamente convenceu mh mãe e começamos a namorar, 1 semana depois fiz 14 anos.
    Após 1 ano e meio de namoro depois dos 15 anos houve um desentendimento em mh família e mh mãe terminou nosso namoro, nos amávamos q nem um dos 2 conseguiu terminar um com o outro. Ele se ajoelhou e chorando me pediu q prometesse q eu iria espera-lo e assim o fiz, 1 semana depois recebi um telefonema dele me dizendo q havia comprado um par de alianças, ficamos ali chorando ao telefone! No inicio do ano seguinte nos mudamos pro mesmo bairro (antes a mh rua era ao lado da dele), era triste vê-lo e ñ poder falar, ainda mas q morávamos no mesmo lugar!
    No meio de tanta tristeza recebi uma proposta de ir p/ o ES trabalhar e estudar precisava ocupar a mente então fui. Nesse tempo q estive lá (7 anos) mantivemos contato. Lembro-me q estava sentada no jardim da casa q morava debaixo da jabuticabeira, olhando a vista da cidade, as montanhas, ouvia os pássaros cantar e chorava e comecei a orar ao Senhor “perguntando o pq de tanto sofrimento pedindo a Deus q nos desse outra chance pq nos amávamos. Era tão certo que existia amor, q quando ia ao Rio rolava aqueles beijos apaixonados.
    O tempo passou seguimos caminhos diferentes eu fui pra faculdade, ele no Rio começou um novo relacionamento. Eu até tentei, mas ñ consegui me abrir e nem o esquecer, lembro q ao beijar um rapaz q queria me namorar eu lembrava do Jorge, comparava os beijos do rapaz com o beijo do meu verdadeiro amor. Mesmo ele namorando tínhamos contato.
    Em 2008 ele foi a um casamento de parentes em comum, no final da cerimonia começamos a conversar, passamos a festa toda juntos, no domingo ficamos juntos e em família, e reatamos. Ele foi embora e se intensificou os assuntos, passávamos as noites inteiras dos fins de semana acordados conversando ao telefone, nos víamos por web cam, cartas românticas e fotos chegavam, no meu aniversario quando ele ñ podia viajar chegava em minha casa buquê de rosas vermelhas, nos dias dos namorados me surpreendeu chegando de viagem me levou a uma pousada onde passamos o fim de semana juntos.
    Em 2011 começou a falar de noivado eu relutei por causa da facu, noivamos no Natal na casa de mh mãe no Rio com 1 festa p/ toda a mh família e a dele. Em 2012 voltei pro Rio. Amamo-nos muito, ele me chama de Vida, diz q sou o sentido da vida dele ele é meu porto seguro meu 1° namorado e grande amor, a distancia nos fortaleceu e mostrou q o amor q tínhamos era verdadeiro e eterno e escrito pelo dedo de Deus.
    Adoro quando ele me chama de Vida sinto uma sensação de cumplicidade tão grande e que exerço um papel importante na vida dele, ele gosta de falar que sou a futura mães de seus filhos e seria belo eternizar o nosso amor em lindas fotos, que serão usadas para decorar a festa do nosso casamento em 20/12/14 e depois nossa casa.
    Escolhemos o dia 20 p/ apresentar nossa união diante do altar do Senhor e selar nosso amor, pq foi num dia 20 q começamos a namorar. Estamos muito felizes com os preparativos p/ o grande dia e ñ podemos viver um sem o outro!

  • Juliana
    16 de fevereiro, 2015

    Promoção imperdível!!! A Pousada Relicário está selecionando casais sofisticados para realizarem seu casamento em nossa pousada com descontos de até 50%!! Em troca basta ceder as fotos para nossa divulgação…