Inscreva-se com seu endereço de e-mail para ser o primeiro a conhecer as novidades.

Viagem ao Rio Grande do Sul

Especial Casamentos Rio Grande do Sul do blog de casamento Colher de Chá Noivas

Neste primeiro semestre de 2015, tive a oportunidade de ser convidada para ir duas vezes ao Rio Grande do Sul. Em janeiro, fui à convite do Guilherme Menin, da LIV Import, para visitar as vinícolas Casa Valduga, Domno, no Vale dos Vinhedos, e Luiz Argenta Vinhos Finos, em Flores da Cunha. Em junho, fui realizar as palestras Seja Moderninho Case por Amor à convite da Fast Shop, em Porto Alegre e Caxias do Sul, como contamos no post WeddingLab Pocket. Aproveitei a viagem para esticar até Gramado e apurar ao máximo sobre como é casar em Porto Alegre, Caxias do Sul, Vale dos Vinhedos e Gramado. E a ideia hoje é compartilhar com vocês alguns destes achados que podem ser ótimas dicas para quem deseja fazer uma viagem por lá e quem sabe até realizar um destination wedding no Rio Grande do Sul.

Casamento na Vinícola Luiz Argenta publicado no Blog de Casamento Colher de Chá Noivas
Casamento na Vinícola Luiz Argenta, em Flores da Cunha (RS)

Uma coisa que me chamou muita atenção de um modo geral, não só no que tange aos casamentos, é que no Sul existem muitas empresas familiares, e conheci os filhos, os netos, os bisnetos dos fundadores de algumas delas. O brilho nos olhos ao contar estas histórias que passam de geração em geração é de dar orgulho. Enfim, o Sul é de fato um destinasso! Na primeira viagem, feita com a LIV Import, eu e um grupo muito bacana do mercado de casamentos começamos a viagem brindando com um delicioso rosé da Domno.

tour-livimport-sul

Passeio imperdível: visitar as vinícolas

Bom, para começar a contar deste destino, vamos, claro, falar do que é a expertise do Sul? Sim, elas, as vinícolas! Cada vez mais valorizados em prêmiações internacionais, os vinhos brasileiros, especialmente os espumantes, se firmam como uma excelente opção custo/benefício para as bebidas de casamento. Além disso, os vinhedos são qualquer coisa de lindos! Me senti na Provence quando paramos no Vale dos Vinhedos. De frente para a rua principal, na altura do famoso e lindo hotel Spa do Vinho, estão diversas vinícolas. O acesso à Miolo fica super pertinho da estrada, vale parar o carro para umas fotos com as parreiras. É claro que fizemos isso! Nunca tinha visto as parreiras carregadas assim. Foi emocionante visitar na época da Vindima!

vinicola vindima
Visita ao vinhedo da Miolo, Vale dos Vinhedos (RS), na vindima 2015

Os preços são melhores por se tratarem de um produto nacional e a qualidade, por sua vez, é nivelada ao padrão mundial. Então, podemos encontrar rótulos como o Nero Blanc de Blancs Golden Conceptual Edition, da linha Nero, da Domno, um braço luxo da Casa Valduga, e o LA Extra Brut, da Luiz Argenta. Tive a sorte de ter acompanhado visitas guiadas e aulas de degustação com os proprietários das vinícolas, o que me deu ainda mais noção – e admiração – pelo investimento em tecnologia e expertise realizado na região.

VINÍCOLAS E HOTEIS PARA CASAR

Antenadas com a grande tendência dos casamentos em vinícolas da Toscana e Provence, as noivas brasileiras também podem contar não apenas com a beleza, mas com a infra estrutura especialmente pensada para casamentos que as propriedades do Sul do país vêm desenvolvendo. Se você busca uma vinícola para casar no Brasil, recomendo vivamente que vocês procurem a Luiz Argenta, a Casa Valdugao Spa do Vinho, a Laurentia, entre todas as outras já citadas no post 10 vinícolas para casar no Rio Grande do Sul!

Visita guiada com jantar na Villa Valduga

No primeiro dia no Sul, em janeiro, fomos convidados para uma visita guiada à Casa Valduga e à Villa Valduga, na qual podemos acompanhar todo o processo de manufatura dos espumantes e vinhos e o sistema de guarda grandioso: é a maior cave de espumantes da América Latina. Durante a visita, a gente aprende tudo sobre as etapas da vinicultura, e vai provando o vinho em todas as suas fases. No final do passeio, fomos convidados a jantar na belíssima sala das pipas, a sala íntima da Casa Valduga.

Sala das Pipas na casa valduga

Com uma autêntica mesona, bem italiana, onde cabem aproximadamente 40 convidados, a sala é muito interessante por ser ladeada por enormes barris de carvalho – na verdade, tratam-se das primeira “pipas” nas quais a família Valduga começou a produzir vinhos. O menu estava delicioso, com serviço empratado. Se você estiver pela região com a família ou se for em um destination wedding, vale reservar lá, a sala é acolhedora, privativa e, por isso, é perfeita para jantar de noivado ou jantar de ensaio! E o mais bacana: a Villa dispõe de uma pousada com 24 suítes (em um total de 53 leitos). Então, se você quiser casar na vinícola da Valduga, é possível acolher boa parte dos seus convidados dentro da propriedade.

Flores da Cunha e Caxias do Sul

No dia seguinte, foi a vez de visitar a vinícola Luiz Argenta Vinhos Finos, em Flores da Cunha (cerca de 25 minutos de carro de Caxias do Sul), tendo como anfitriã a querida Daiane Argenta. Pois bem, enquanto a proposta da Casa Valduga é ter uma grande produção, com vendas para todo o país, a Luiz Argenta vai no caminho da exclusividade: são poucas garrafas por safra, produzidas com uma altíssima tecnologia que nada deixa a desejar às maiores vinícolas da Europa. Eu, que estava em busca de um bom vinho de guarda para presentear o meu filho Antonio no dia do seu aniversário de 18 anos (ainda faltam uns 14 anos para isso…), encontrei o rótulo perfeito lá: um merlot de uvas desidratadas de uma excelente safra do ano 2009 (o ano do meu casamento!). Apenas 800 garrafas foram produzidas. E uma delas espera pela maioridade do Antonio. Oba!

luiz argenta casa
O casarão no qual os vinhos eram produzidos na antiga propriedade que hoje pertence à família Argenta segue super preservado

 

Durante a minha primeira visita à Luiz Argenta, na companhia do grupo convidado pela LIV Import, recebemos chapeu de palha e um avental para estrearmos na colheita das uvas. Foi uma experiência mágica! Se você também quer, esta experiência pode ser agendada diretamente na vinícola e a melhor época é entre janeiro e fevereiro, época da vindima.

luiz argenta

Na minha segunda visita à Luiz Argenta, já estava pleno inverno e o cenário foi charmoso de um jeito bem diferente: não tinha uva alguma nas parreiras: elas estavam secas, mas haviam centenas de folhas no chão, flores de cerejeiras e ovelhas, lindas ovelhinhas, que são uma marca registrada do sul (até trouxe pro meu filho uma ovelha de pelúcia que é tradicional do Sul do país). Foi lindo! Vale muito fazer esta visita no inverno também!

Luiz argenta no inverno

Em Caxias do Sul, a grande estrela, para mim, foi a igreja São Pelegrino. Literalmente, uma pintura! É uma igreja sim mas poderia ser uma galeria de arte e faz parte da história da fundação de Caxias do Sul. Com a família Buratto, vinda da itália no século XIX e muito devota de São Pelegrino, foi construída uma pequena capela em homenagem ao santo. Depois, eram tantos fieis, que foi necessária uma nova edificação. A igreja foi pintada pelo pintor italiano Aldo Locatelli e é considerada sua obra prima. As visitas à igreja podem ser feitas, diariamente, das 8h às 19h. É a mais disputada igreja para casamentos em Caxias do Sul, e não é difícil imaginar o motivo.

SãoPelegrinoOK

XOXO
signature

Share this article

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comments